Índice de inadimplência no Brasil subiu 5,8% em abril

Advogados Gustavo Chalfun, de Varginha, e Juliano Costa Couto, de Brasília, realizam live nesta quarta-feira (13), para discutir situação com empresários

Redação CSul – Iago Almeida / Fotos: Divulgação

O índice de inadimplência no Brasil subiu 5,8% em abril em relação a março, informou a Boa Vista. Na comparação com o quarto mês de 2019, sem ajuste, houve crescimento de 6,2%. No ano, o indicador acumula alta de 1,5% e tem crescimento acumulado de 0,5% em 12 meses finalizados em abril de 2020.

Depois de mais de três anos de queda, o cenário atual aponta para uma possível inversão desse movimento e ainda com tendência de piora por conta das influências negativas do novo coronavírus, apesar das medidas de isolamento social. Com isso, a expectativa é de elevação do nível de desocupação e diminuição da renda dos trabalhadores. “Fatores que devem refletir na redução da capacidade dos consumidores em pagar suas dívidas em dia e resultar em aumento da inadimplência”, avalia a Boa Vista.

Gustavo Chalfun – Advogado. Prof. Universitário. Dir. Sec. Geral da OAB/MG (2016/2018). Presidente OAB Varginha, 2007/2012

Pensando em ajudar no equilíbrio contratual, o advogado. prof. universitário, Dir. Sec. Geral da OAB/MG (2016/2018), e Presidente da OAB Varginha (2007/2012), Gustavo Chalfun irá realizar uma live nesta quarta-feira (13), buscando discutir o que pode ser feito pelos empresários como tentativa de minimizar os efeitos da Covid-19. A live será apresentada em conjunto com o também advogado, Juliano Costa Couto, presidente da OAB Brasília-DF (2016/2018).

Juliano Costa Couto, presidente da OAB Brasília-DF (2016/2018)

“Nessa época acho que vale muito o diálogo, o bom senso, o equilíbrio nas relações contratuais. Então, é muito importante para aqueles que se encontram inadimplentes, com dívidas, que procure o credor, procure discutir com ele, aponte as dificuldades, os transtornos causados pela pandemia, tentando ajustar extrajudicialmente a questão do débito”, afirmou Dr. Gustavo Chalfun.

“As taxas de inadimplência no país subiram após a Covid-19, fazendo com que a relação entre os credores e devedores, se tornasse ainda mais conturbada. O credor precisa saber a quem está dando crédito, a fim de que tenha garantias no recebimento futuro e o devedor deve tentar, evidentemente, não assumir dividas as quais ele não conseguirá honrar durante esse período”, enfatizou ele. “Deixo aqui o convite a todos participarem da live. Espero todos às 19h30. Muito obrigado”, encerrou.

A live acontece a partir das 19h30 nos instagrans @gustavochalfun e @julianocosta.couto

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *