Greve dos médicos do Hospital Regional deve continuar em Varginha

A greve dos médicos do Hospital Regional, de Varginha, deverá continuar pelo menos até a próxima semana. Segundo o presidente do sindicato da categoria, Adrian Nogueira, não houve consenso na reunião realizada na noite desta sexta-feira (18) e com isso, serão atendidos apenas casos de urgência e emergência obstétricas.

A suspensão dos atendimentos do hospital continua por tempo indeterminado. Uma nova reunião está prevista para acontecer na próxima terça-feira (22), durante assembleia do sindicato, em Varginha.

Greve e crise
A paralisação foi decidida na quarta-feira (16) durante assembleia dos médicos. O sindicato da categoria alega que os salários estão atrasados desde maio. Plantões e procedimentos cirúrgicos não estariam sendo pagos. A dívida, conforme o sindicato, chegaria a R$ 600 mil. Ao todo, 350 médicos atendem no Hospital Regional, que recebe cerca de 650 intenações por mês.

A tentativa de frear a greve veio logo no primeiro dia de paralisação. A diretoria pediu socorro ao governo do Estado para pagar os salários atrasados.

“Hoje nós vamos estar pagando o plantão do mês de setembro, que é o que estava atrasado, que venceu no dia 20 do mês passado. Vamos pagar a produção do mês de maio, a produção de AIHs (Autorizações de Internações) que estava atrasada e vamos pagar os convênios de janeiro, fevereiro e março. Os convênios estão atrasados desde janeiro e as AIHs desde maio”, disse a presidente do conselho, Paula Andréia Direne, durante entrevista nesta sexta-feira (18).

Greve dos médicos do Hospital Regional deverá continuar até a próxima semana em Varginha (Foto: Reprodução EPTV)
Greve dos médicos do Hospital Regional deverá continuar até a próxima semana em Varginha (Foto: Reprodução EPTV)

O atraso no salário dos médicos é só um dos problemas enfrentados pelo caixa do Hospital Regional. Segundo a diretoria, o orçamento está desequilibrado. A despesa do hospital é maior do que os recebimentos de repasses, que somados, ficam em torno de R$ 2 milhões. Conforme a diretoria, a despesa do hospital hoje é de R$ 3,250 milhões

“A despesa é muito grande e o que se produz não cobre a despesa. Então estamos sendo honestos, se não houver ajuda do poder público, do município de Varginha, da Câmara dos Vereadores e das cidades circunvizinhas que dependem do hospital, o Hospital Regional ficará inviável em pouco tempo”, disse o diretor geral administrativo do hospital, Aniel Braga.

Segundo a Prefeitura de Varginha, embora o hospital seja regional, a administração fez nos últimos quatro anos repasses de R$ 7,4 milhões para a instituição.

Fonte: G1 Sul de Minas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *