Fundação Cultural inaugura Espaço Literário Cícero Acaiaba e faz homenagem a escritores

Na noite da última terça-feira (11) foi dedicada à literatura na Biblioteca Pública de Varginha. A Prefeitura de Varginha, por meio da Fundação Cultural, prestou uma homenagem aos escritores varginhenses com a inauguração do Espaço Literário Cícero Acaiaba, com uma seção dedicada às obras dos autores da cidade.

Presente na cerimônia, o vice-prefeito Vérdi Lúcio Melo destacou a importância em homenagear os escritores varginhenses e dedicar um espaço na Biblioteca Pública para ser ponto de referência para literatura produzida em Varginha. Ele frisou ainda a reverência concedida a Cícero Acaiaba que dá nome ao local. “Quero parabenizar a toda equipe da Fundação Cultural por estarem fazendo esta homenagem e demonstrando esta gratidão e reconhecimento a Cícero Acaiaba, que deixou a sua marca na história do município”, ressaltou o vice-prefeito.

 

Vice-prefeito Vérdi Lúcio Melo em pronunciamento/Foto: ASCOM Fundação Cultural

Todos os autores que doaram suas obras para a biblioteca foram homenageados com um certificado de Mérito Cultural, assinado pelo prefeito Antônio Silva e pelo diretor-superintendente da Fundação Cultural, Lindon Lopes.

Sandra Rodrigues, autora de livros infantis, estava presente na cerimônia e falou sobre o reconhecimento. “Estou super feliz. Eu acho que é uma iniciativa brilhante da Fundação Cultural a gente ter este reconhecimento, porque nós escrevemos com amor. E ter nosso trabalho valorizado foi muito bom”, elogiou a escritora.

 

Sandra Rodrigues sendo homenageada/Foto: ASCOM Fundação Cultural   

Para o diretor-superintendente da Fundação Cultural, Lindon Lopes, “foi um momento ímpar para a literatura varginhense! O Cícero Acaiaba ganhou este espaço merecidamente, pois foi um grande escritor de nossa cidade. Para nós foi uma grande satisfação ter estes escritores conosco na noite de hoje e ter as obras deles na biblioteca, que serão de grande benefício para a população varginhense”.

Lindon Lopes em pronunciamento/Foto: ASCOM Fundação Cultural     

Os familiares de escritores já falecidos também receberam a homenagem. Fátima Valias foi representar o irmão dela, o saudoso Targino Valias, que faleceu há 20 anos. Ele foi jornalista, radialista, ator, diretor, músico, além de escrever peças teatrais, odes, poesias e poemas. Segundo Fátima, essa lembrança traz todo o trabalho que ele fez em prol da cultura de Varginha. “Targino respirou cultura em seu nome, em seu DNA, em sua história. Esta iniciativa da Fundação Cultural e da Biblioteca Pública é fantástica, porque além de resgatar a cultura do município, resgata também a história. Para nós é muita honra, uma satisfação e uma alegria enorme saber que nosso irmão ainda é lembrado por sua obra, pelo seu trabalho e pela sua contribuição à cultura de Varginha”, ressaltou.

Fátima Valias foi à homenagem representa o irmão/Foto: ASCOM Fundação Cultural

A presidente da Câmara Municipal de Varginha, vereadora Zilda Silva, parabenizou a iniciativa. “Para mim foi uma surpresa muito grande conhecer tantos escritores envolvidos com a cultura em Varginha. Foi um momento único ainda mais com esta homenagem ao Cícero Acaiaba. Temos que incentivar a literatura e levá-la também para as escolas, para nossas crianças e jovens”, disse.

Ainda durante o evento, o diretor-superintendente Lindon Lopes fez o lançamento da FLIV 2020 – 6ª Feira Literária de Varginha, que acontecerá na Praça do ET entre os dias 17 e 20 de junho. Ele falou ainda sobre a abertura das inscrições para o livro Estação dos Contos, que será lançado durante a FLIV. O regulamento e o formulário de envio do conto estão disponíveis no site www.varginhacultural.com.br

Zilda Silva na inauguração do novo espaço literário/Foto: ASCOM Fundação Cultural 

Cícero Acaiaba

A escritora e produtora cultural, Ana Luiza Romanielo, fez um discurso em que relembrou a trajetória de Cícero Acaiaba. Ana Luiza ocupa atualmente a cadeira de nº 7, que era do escritor na Academia Varginhense de Letras, Artes e Ciências (AVLAC).

Cícero Acaiaba nasceu na cidade de Cambuquira/MG em 09 de fevereiro de 1925. Filho do farmacêutico e vereador Benevenuto Braz Vieira e de Dona Odila Acaiaba Vieira, veio residir em Varginha em 1936, tornando-se cidadão honorário varginhense em 28 de maio de 1985.

Membro fundador da Academia Varginhense de Letras, Artes e Ciências, ocupante da cadeira nº 07 e Presidente de Honra Vitalício, Cícero Acaiaba, além de poeta, foi radialista, escritor e advogado.

Escreveu 34 livros, sendo 14 publicados, e 139 radionovelas. Por muitos anos, publicou textos no Jornal Sul de Minas. Foi também redator do Suplemento Literário da Imprensa Oficial em Belo Horizonte.

Escreveu livros de ficção, poesias, memórias e prosa. Entre os livros publicados está a sua biografia: “Meu Pé Direito” de 2003. Trabalhou na famosa Rádio Nacional, no Rio de Janeiro, por dezoito anos, entre as décadas de 1950 e 1970, “os anos de ouro do rádio”. “Diário Lírico”, de poesias, pode ser considerada uma de suas maiores obras. Considerado um dos mestres do soneto em língua portuguesa, faleceu em 20 de abril de 2009.

Cícero Acaiaba/Foto: Reprodução

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *