DJ Chapeuzinho se apresenta em Varginha neste sábado

Profissional concedeu entrevista exclusiva ao CSul e contou sobre início de sua carreira, sonhos e amor pelos fãs

Neste final de semana, a DJ Chapeuzinho agitará a Gold, em Varginha. Uma das melhores e mais conhecidas profissionais da área na região se apresenta no sábado, juntamente com Mateus Becati e Projeto Maximize. Chapeuzinho já viajou 13 estados brasileiros e está com a agenda lotada para o restante do ano. Muito requisitada e aplaudida por onde passa, a DJ mostra que a música nasceu em seu sangue e que o reconhecimento vem crescendo a cada dia.

Ser DJ é se entregar ao amor pela música, é descobrir coisas novas, tentar fazer um trabalho diferente, ensinar e animar pessoas. O leva as pessoas numa viagem bacana com muita música, alegria, diversão. O DJ, muitas vezes, vive a música, respira música. E isso que Chapeuzinho vem mostrando em suas apresentações, que costumam lotar as casas por onde passa. Segundo ela, se apresentar novamente na Gold “sempre é um clima diferente lá, pois cada vez mais as pessoas daqui tem me reconhecido e acreditado, então o carinho sempre é gratificante, e vendo meus amigos ali se torna uma diversão muito grande”, afirmou.

Entrevista exclusiva

Em entrevista exclusiva ao CSul, a DJ comentou sobre sua carreira, sonhos e fãs. Ela contou ainda que pretende “rodar mais ainda o Brasil, conhecer estados que ainda não conheço e dominar o mundo, mostrando que independente se nascemos no interior, se as portas aqui são menores, com persistência você consegue”.

Quando e como surgiu em você a vontade de seguir a carreira da música?
Este projeto se iniciou em janeiro de 2018, porém o primeiro show foi em junho do mesmo ano. Eu sempre fui muito de sair, frequentar “baladas” e amava dançar, a partir disso meus amigos começaram a me incentivar a investir na carreira de DJ, com tudo fechei contrato com meu empresário e a partir daí tudo flui.

Quais as dificuldades que você encontrou quando decidiu que iria atrás dos seus sonhos? O que te motivou a nunca desistir?
É até “incomum” dizer, mas nunca tive dificuldades ou momentos de baixa em minha carreira, pois sempre busco inovar, buscar novidades e tenho uma equipe por trás muito capacitada que tem feito isso decolar cada vez mais.

Você iniciou a carreira em Varginha, mas já passou por 13 Estados brasileiros. Como  você resume todo esse sucesso?
Esse giro nacional tão expressivo é uma realidade que eu jamais imaginaria ser possível, e vem acontecendo de uma maneira tão incrível que já temos data até fora do país marcada. E muito desse sucesso vem graças a minha marca CHAPEUZINHO, que já é uma fantasia que todos adquirem desde a infância e agora personificam em mim.

Desde que você começou a se tornar conhecida, a agenda de shows tem aumentado. Você vê diferença em se apresentar agora, sendo mais conhecida, do que se apresentava antes no início de sua carreira?
O reconhecimento é muito maior hoje em dia, as filas para fotos aumentam, o carinho do publico em estar do inicio ao fim do show ali comigo, amo tudo isso que envolve essa relação que esta cada vez mais forte, o “laço” com os fãs.

Quais são os objetivos e sonhos que você ainda espera buscar? Tem alguém que sempre foi seu espelho para isso?
Quero focar agora para rodar mais ainda o brasil, conhecer estados que ainda não conheço e dominar o mundo, mostrando que independente se nascemos no interior, se as portas aqui são menores, com persistência você consegue. E sou da teoria de que se espelhar em alguém, você será uma cópia e o mundo precisa de novidades, porem existem mulheres maravilhosas que assim como eu tem feito a diferença nos palcos.

Você sempre se apresenta na Gold, uma das melhores casas de shows da região. Sempre que você chega lá sente um clima diferente? Como é se apresentar em sua cidade, pra um público que você já conhece bem?
Sim, sempre é um clima diferente lá, pois cada vez mais as pessoas daqui tem me reconhecido e acreditado, então o carinho sempre é gratificante, e vendo meus amigos ali se torna uma diversão muito grande.

E seus fãs, seu público que está sempre presente contigo, te seguindo nas redes sociais, pessoalmente, leva consigo eles como crescimento pra sua carreira?
No começo da carreira me falaram “você terá duas maneiras de entrar em uma casa, ou o dono vai te querer ou o publico vai te pedir, siga a segunda pois aumenta suas chances” e hoje em dia vejo isso, o fãs que adquiro em cada show me abrem novas oportunidades, cada estado que eu passo sempre volto mais vezes, ontem mesmo (11/06/19) estive no Tocantins pela quarta vez em locais diferentes, devido ao meu publico me pedir.

Gold

A festa acontece na Gold Play a partir das 23h deste sábado (13). A casa de shows está localizada na Alameda Otávio Marques de Paiva, 195, no bairro Santa Luíza, abaixo do Via Café.

Fique atento às páginas da Gold nas redes sociais, uma promoção poderá surgir a qualquer momento, além de novidades para abalar ainda mais a noite.

Instagram da Gold – https://www.instagram.com/goldplay.vga/?hl=pt-br
Facebook da Gold – https://www.facebook.com/goldplayvga/

 

Redação CSul – Iago Almeida / Fotos e vídeo: Divulgação