Dia Nacional de Luta Antimanicomial é comemorado em Varginha

Nesta quarta-feira (16), será realizado a partir das 7 horas, o Simpósio de Saúde Mental no Teatro Mestrinho com a palestra dos médicos psiquiatras Anderson Michel Furtado e Maurício Miguel Gadbem.

Já na quinta-feira (17), será realizado passeio no Clube Campestre e um almoço para os pacientes.Na sexta-feira (18), está programada uma passeata com concentração às 8horas no CAPs II, na Rua Aristides Paiva, nº 20, com destino à Mina do Campos Elísios, onde haverá apresentação de uma banda de música formada pelos pacientes, atividades ministradas pelos professores de educação física da Secretaria Municipal de Esporte e Lazer – SEMEL e também cama elástica para as crianças.

Mais informações podem ser obtidas pelo site: www.capsvarginha.tumblr.com/.

Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL

Nesta sexta-feira (18), o Laço Analítico / Escola de Psicanálise (Subsede de Varginha) e a Universidade Federal de Alfenas – UNIFAL realizarão o evento “Saúde e Democracia – sem manicômios e sem golpes”, das 13 às 20 horas, no Campus da UNIFAL / Varginha,  com entrada franca.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: 3221-7527 ou e-mail: laepsub-sedevga@hotmail.com

  • Programação

– 13:00 – MESA DE ABERTURA
Representantes das entidades organizadoras do evento: Pela UNIFAL (Universidade Federal de Alfenas/MG), o Prof. Alessandro Costa Pereira, Vice-Reitor, e pelo LAEP o Dr. Luciano Elia, membro do Coletivo Diretor da Escola.

– 13:15 – Apresentação Cultural da banda BATUKI MENTAL, da cidade de Alfenas/MG

– 13:30 – MESA 1: A DIFICIL ENCRUZILHADA DO MOMENTO POLÍTICO 
• Produção da miséria, exclusão social e loucura – Antonio Pinto de Oliveira Neto, psicanalista, membro do LAEP/Sede Varginha, supervisor de Saúde Mental em Janaúba (MG)
• Além da Reforma, a Revolução! – Matheus Dias Pereira, psicanalista, membro do LAEP/Sede Rio de Janeiro, diretor do CAPS Neusa Santos Souza (Rio)
• Rasgada a fantasia de libertação do Brasil, seus loucos e famintos, o duro real do fascismo: o que precisamos atravessar! Luciano Elia, psicanalista e membro do LAEP/Sede Rio de Janeiro, professor titular e coordenador do Mestrado Profissional de Psicanálise e Políticas Públicas do Instituto de Psicologia da UERJ.

– 15:15 – MESA 2: CLÍNICA E POLÍTICA NA REFORMA PSIQUIÁTRICA E NA LUTA ANTIMANICOMIAL

  • A clínica é a política – Jacques Akerman, psicanalista e professor da Universidade FUMEC (Fundação Mineira de Educação e Cultura), Belo Horizonte, supervisor de serviços da Saúde Mental em Belo Horizonte.
    • Redução de danos, psicanálise e os desafios de uma prática clínico-política – Julio Cesar Nicodemos, doutorando em Psicanálise pela UERJ, professor da UNIVERSO (Universidade Salgado de Oliveira, Niterói/RJ).
    • A Reforma Psiquiátrica atropelada pelo golpe: como sustentar uma prática clínico-política em Saúde Mental? – Valdene Rodrigues Amâncio, psicanalista, membro do LAEP/Sede Varginha, doutoranda em Psicanálise pela UERJ, professora da UNIFENAS (Universidade de Alfenas/MG). Membro da ABRASME e da LEAP Brasil.

– 16:30 a 16:45 – Coffee Break

– 16:45 – MESA 3: A FORMAÇÃO DOS OPERADORES (1 h e 15 m de duração)
• A experiência formativa em Psicologia da Saúde na UNIFAL/MG – Claudia Gomes, coordenadora do Grupo de Pesquisa “Cultura e Humanização: contextos sociais e promoção de saúde”
• A luta antimanicomial como espaço de formação política, social e crítica – Alessandra Teófilo de Souza, terapeuta ocupacional, coordenadora do Centro de Convivência “Olhos Divinos” em Alfenas/MG.
• Os paradigmas organicista e da gestão compartilhada na prática da medicação psiquiátrica: a formação do psiquiatra na Reforma – Daniel Lessa Akerman, psiquiatra, atualmente clinicando na cidade de Varginha/MG.

– 18:15 – MESA 4: NARRATIVAS DO TERRITÓRIO

  • A parceira da sociedade civil no processo da Reforma e da Luta-Antimanicomial na clínica psicanalítica em rede com o autismo e a psicose infantil: a experiência do Conviver – Losane Menezes (pela equipe do CONVIVER), psicanalista, membro do LAEP/Sede de Varginha, diretora clínica do CONVIVER (OSCIP da área de Saúde Mental infanto-juvenil em Varginha/MG)
    • Direito e justiça social só se fazem com movimento: a Luta Antimanicomial – Cristina Rezende Valle Souza, psicanalista, membro do LAEP/Sede de Varginha, Assistente Social da área da Justiça no Município de Varginha.
    • O lugar do psicanalista na cidade e o vácuo das políticas públicas – Graça Seda, psicanalista, membro do LAEP/Sede de Varginha. Trabalho feito em colaboração com outros membros do LAEP/Varginha: Antonio Pinto de Oliveira Neto, Cristina Rezende Valle Souza, Fátima Monnerat Cruz Chaves e Miriam Nassar.
    – 19:45–encerramento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *