Cerca de 300 pessoas compareceram a manifestação de apoio ao Governo Bolsonaro em Varginha

Cerca de aproximadamente 300 pessoas estiveram presentes no Centro de Varginha para a manifestação marcada para a manhã do último domingo (15) em apoio ao Presidente Bolsonaro e contra o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF).

Vale lembrar, que o Presidente Bolsonaro desconvocou a mobilização na última quinta-feira, por conta do avanço do coronavírus no Brasil, porém, a organização resolveu manter a manifestação na cidade.

Uma carreata com aproximadamente 80 veículos que saiu da Avenida Princesa do Sul, chegou ao Centro por volta das 10h10.

Pedido de Bolsonaro

Na noite da última quinta-feira (12), em pronunciamento oficial veiculado no rádio e na TV, Bolsonaro pediu aos apoiadores que repensassem a ida às manifestações previstas para este domingo. Pouco antes, durante transmissão ao vivo semanal que faz pelo Facebook, o presidente foi mais direto e sugeriu o adiamento dos protestos.

Após ter dito na última terça-feira que a “questão do coronavírus” não era “isso tudo” e que se tratava muito mais de uma “fantasia” propagada pela mídia no mundo todo, Bolsonaro recuou. Devido ao contato recente com infectados, como o secretário de Comunicação da República, Fábio Wajngarten, o presidente realizou exames de rotina, mas testou negativo à doença.

 

“O que nós devemos fazer agora é evitar que haja uma explosão de pessoas infectadas, porque os hospitais não dariam vazão a atender os pacientes. Se o governo não tomar providências sobe, e depois de um certo limite, o sistema não suporta. Pode morrer pessoas por outros motivos, vão dizer que é o coronavírus. Como presidente da República, tenho que tomar alguma posição. Se bem que o movimento não é meu, é espontâneo e popular. Uma das ideias é adiar, suspender, adiar, e daqui um mês, dois, fazer a manifestação. Já foi dado um tremendo recado ao Parlamento. O recado foi dado”, disse Bolsonaro na rede social.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *