Centro Pop de Varginha estabelece parceria com Faculdade de Medicina da UNIFENAS

Estagiários voluntários prestam atendimento à população em situação de rua do município

O Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop) de Varginha é uma unidade pública voltada para o atendimento especializado à população que utiliza as ruas como espaço de moradia e/ou sobrevivência. É responsável pela oferta de atendimentos individuais e coletivos, oficinas e atividades de convívio e socialização, bem como, de ações que incentivem o protagonismo e a participação social, além de promover a garantia de acesso à alimentação, higiene pessoal, espaços de guarda de pertences, provisão de documentação, encaminhamentos ao mercado de trabalho e atendimentos de saúde na rede pública. O público atendido pelo Centro Pop corresponde a adultos e idosos que acessam o serviço de forma espontânea ou são direcionados pelo Serviço Especializado em Abordagem Social.

Como diferencial, desde agosto de 2018 foi estabelecida parceria com o Dr. Henrique Trombini, Coordenador do Internato de Medicina de Saúde da Família e Comunidade, para a execução do Projeto “Medicina na Rua”, idealizado pelo aluno do curso de Medicina da Unifenas, Igor Cândido, que se sensibilizou com as situações as quais a população em situação de rua está exposta. Através desse projeto, alunos estagiários do 9º e 10º períodos do curso de medicina da Universidade José do Rosário Vellano (UNIFENAS), campus Alfenas, oferecem semanalmente atendimentos ambulatoriais e realizam encaminhamentos para a rede pública de saúde, sob supervisão do Dr. Henrique.

A Secretaria Municipal de Habitação e Desenvolvimento Social (SEHAD), através do Centro de Referência Especializado para População em Situação de Rua (Centro Pop), vem a público agradecer a parceria estabelecida, que ampliou o acesso da população em situação de rua aos serviços de saúde e que, a partir dos atendimentos semanais, tem proporcionado atendimento humanizado, tratamento, oferta de informações e cuidados de prevenção à saúde dos usuários, de forma complementar as ações das Unidades Básicas de Saúde, que são parceiras fundamentais no atendimento dessas pessoas.

Fonte e fotos: CREAS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *