Apac de Varginha inaugura Centro de Reintegração Social

Na tarde desta sexta-feira (31), foi inaugurada o Centro de Reintegração Social da Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac) de Varginha.

Solenidade contou com a presença de diversas autoridades, entre elas, o presidente do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), desembargador Nelson Missias de Morais; do diretor do foro da comarca, juiz Tarciso Moreira de Souza; do presidente da Apac e da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB de Varginha, Alexandre José Prado Campos e Silva; do vice-prefeito, Vérdi Lúcio Melo; do presidente da Câmara, Dudu Ottoni e dos vereadores Leonardo Ciacci, Delegado Celso Ávila, Buiú do Ônibus, Pastor Fausto e Zilda Silva.

A Apac de Varginha é dedicada ao público masculino e tem capacidade inicial para abrigar 42 presos, todos do regime fechado. A unidade tem área construída de quase 900 m², em um terreno de 35 mil m². Obra foi da ordem de R$ 1 milhão, oriundos de prestações pecuniárias.

Para o presidente da Apac, Alexandre Prado, “manifesto minha gratidão em tornar esse momento real. Foram mais de 40 anos de luta, hoje brindados com o Centro de Reintegração Social, digno de receber tantas autoridades, parceiros, voluntários e a nossa maior causa, o recuperando. O ambiente aqui inaugurado é capaz de devolver o convívio em sociedade, de fato recuperado, formado com uma profissão. Acredito que toda a sociedade deva abraçar nossa causa, se preocupando com o próximo. Aqui, a lealdade, a confiança, o cumprimento de horários, entre outros motivos, são o que garantirão as permanências do reeducandos”, ressaltou.

Estiveram presentes ainda, o diretor-executivo da Fraternidade Brasileira de Assistência aos Condenados (Fbac), Valdeci Antônio Ferreira; o secretário-geral da OAB/MG, Gustavo Chalfun; o ex-diretor do Hospital Regional do Sul de Minas, Rogério Bueno, entre outras autoridades. Representando o Bispo da Diocese da Campanha, Dom Pedro Cunha Cruz, esteve presente o Vigário Forâneo, padre Mário Quirino da Silva Rabelo, de Elói Mendes.

Redação CSul – Ana Luísa Alves / Fotos: Ana Luísa Alves

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *