Filme varginhense será exibido na Unifal em estreia na Campanha do Dia Nacional da Luta Antimanicomial

Acontecerá nesta sexta-feira (17), a exibição do Curta-Metragem “ELA ACORDA CEDO” da diretora Elisa Aleva, no auditório da Unifal, em Varginha. O filme exibido marca a estreia da Campanha do Dia Nacional da Luta Antimanicomial, realizado pela Laço Analítico em parceria com a Unifal.

O filme é inédito, teve sua avant premiere em SP no final do ano passado, mas já entrou no circuito de Festivais levando prêmios. Ela Acorda Cedo, tem prêmio de Melhor Trilha Sonora, Melhor Montagem, e indicações de Melhor Direção, Melhor Atriz, Melhor Ator e Atriz Coadjuvante já no primeiro festival que participou. E está de malas prontas para participar do Segundo Festcine Pedra Azul, que acontecerá na próxima semana.

“Nosso filme ganhou um significado muito maior, depois do convite de participarmos do Dia Nacional da Luta Antimanicominal. Os manicômios cometeram barbaridades em nosso país por anos, realizando crimes horríveis que até hoje não foram apurados. É importantíssimo, não fecharmos os olhos para esse movimento da volta de eletro-choques e internações abusivas sem consentimento muitas vezes dos pacientes. Nossos manicômios foram considerados o Holocausto Brasileiro e nós como cineastas, estamos certas que precisamos alertar a população contra o retorno dessa catástrofe.” Diz Elisa Aleva diretora do filme.

“Levei dois anos pesquisado profundamente as doenças mentais. Tive que me entregar profundamente a personagem Laura, da qual tenho profundo respeito e admiração. É fascinante sair da nossa zona de conforto para vivermos o imaginável. Eu amo essa personagem, e ao estudar como eram os manicômios em nosso país, fiquei perplexa. Com profunda vontade de protegê-la. Quem for nesta sexta-feira a UNIFAL verá um filme forte. Um grito de socorro! De pessoas que como Laura, precisam de mais atenção e cuidados. Pessoas eram tratadas como prisioneiras. Acreditem, apenas 30% dos internados tinham realmente alguma doença mental. Não podemos ser coniventes a um governo que aprova o retorno dos manicômios muito menos, a tortura pelos eletro-choques.” Relata Marina Azze, protagonista de ‘Ela Acorda Cedo’.

Quem for até lá, além da exibição do filme, terá “uma surpresa”, garante a atriz. Além de mesa redonda com Daniel Lessa Akernan (médico psiquiatra), Luciano da Fonseca Elias (Psicanalista e membro do LAEP), Edmiar Oliveira (médico psiquiatra), Mateus Dias Pereira (Psicanalista e membro do LAEP), e ainda exposição de trabalhos das crianças do Conviver.

O evento é gratuito e acontecerá as 19h no auditório na Unifal.

Endereço
Avenida Celina Ferreira Ottoni, 4000
Bairro Padre Vitor
Varginha 

Fonte e fotos: Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *