“4ª dor – Maria encontra seu Filho a caminho do Calvário” é meditada hoje; Confira mensagem especial do seminarista João Paulo Gonçalves

A semana que antecede a Semana Santa é, para os católicos, a Semana das Dores. Esta festa celebrada sobretudo pela Ordem dos Servos de Maria, foi estendida á Igreja universal pelo Papa Pio VII, em 1814. É uma semana em que sete dores de Maria, mãe de Jesus, são relembradas, mas podem ser as dores de qualquer mãe. As dores de Nossa Senhora são parte integrante da História da Salvação para o catolicismo. Com a mãe das Dores aprendemos que a salvação passa pelo caminho do sofrimento.

Quarta dor

Nesta quarta-feira (10), a quarta dor de Maria é meditada. “É contemplado o encontro que no caminho do Calvário teve o Filho com sua Mãe. Jesus e Maria olham-se mutuamente, e estes olhares são como outras tantas setas que lhes traspassam o Coração amante. Se víssemos uma leoa que vai após seu filho conduzido à morte, aquela fera havia de inspirar-nos compaixão. E não nos moverá à ternura ver Maria que vai após o seu Cordeiro imaculado, enquanto o conduzem à morte por nós? Tenhamos compaixão, e procuremos também acompanhar a seu Filho e a ela, levando com paciência a cruz que nos dá o Senhor”. 

Confira mensagem especial e programação das nove paróquias de Varginha, abaixo:

Mensagem especial

O Seminarista João Paulo Gonçalves de Carvalho, do 3° ano de Teologia, enviou mensagem especial ao CSul. Confira:

Houve uma troca de olhares…

Mais uma vez somos chamados à meditar uma dor da Virgem Maria, aquela mulher mais amada da história e que mais sofreu, hoje sofre a quarta dor: ver seu Filho carregando a Cruz até o calvário.

Imaginemos a troca de olhares entre a Mãe e Filho.

Maria amparada pelas outras mulheres vai em busca do teu Jesus, procura se aproximar Dele em algum momento do caminho doloroso, no entanto, os soldados a impede. Porém, a vida lhe concedeu algo a mais, um encontro inesquecível e lastimoso entre Mãe e Filho. Um encontro onde houve uma troca de olhares entre os dois, que fala muito mais do que palavras. Ó olhares dolorosos, com que, como tantas flechas, foram então traspassadas aquelas almas amantes! Ó olhares de auxilio, que tanto o Filho quanto a Mãe sentiram-se confortados ao se verem.

Ainda hoje em nossa sociedade existem pessoas que trocam olhares entre si. Olhares de sofrimentos, angústias, desesperos, tristezas e de socorro; olhares que expressam o coração imerso no assombro da desesperança; olhares que saltam quando veem Jesus passar pelo caminho.

Que possamos ter o olhar de Jesus para com essas pessoas que necessitam dum olhar de compaixão. Mesmo no caminho da dor, o Filho tem para com a Mãe um olhar de amor. Mesmo sem falar nada, o Filho expressa à Mãe que a morte não será o fim, a esperança triunfará, a ressurreição chegará. Há pessoas próximas de nós que necessitam deste olhar de Jesus. Não necessitam de olhares do julgamento, do desprezo, da fofoca, do egoísmo e da inveja, e sim necessitam do olhar do amor!

Peçamos à Virgem Maria, Senhora das Dores, a graça de sermos outro Cristos a tantos irmãos e irmãs que estão carregando suas cruzes rumo ao calvário.Peçamos um olhar que salva e não que condena; um olhar de esperança e não de morte.  E peçamos que ela, a Virgem Maria, também nos olhe com este olhar maternal quando a nossa cruz se tornar mais pesada, pois ela, a Virgem Maria é a Senhora de todos os nossos caminhos!

João Paulo Gonçalves de Carvalho
Seminarista do 3° de Teologia – Diocese da Campanha

Programação em Varginha

As nove paróquias da cidade prepararam celebrações especiais com mensagens e temas importantes para lembrar as sete dores de Maria. O CSul traz a programação completa de cada uma das paróquias (confira abaixo):

Paróquia Matriz do Divino Espírito Santo

Domingo (7):
18h – Abertura da Semana das Dores com celebração da Santa Missa na Matriz do Divino

Segunda (8) à sábado (13):
19h – Celebração da Santa Missa na Matriz de São José, no bairro Vila Barcelona

 

Paróquia Nossa Senhora do Rosário

Domingo (7) à sábado (13):
7h – Celebração da Santa Missa na Matriz do Rosário
19h30 – Momento devocional a Nossa Senhora na Matriz do Rosário

Sexta (12):
19h30 – Via Sacra Luminosa em todas as comunidades da Paróquia do Rosário

Paróquia Nossa Senhora de Fátima

Domingo (7):
17h30 – Terço na Matriz de Fátima
18h – Abertura da Semana das Dores com celebração da Santa Missa na Matriz de Fátima

Segunda (8) à sábado (13):
18h30 – Terço na Matriz de Fátima
19h – Celebração da Santa Missa na Matriz de Fátima

Paróquia Mártir São Sebastião

Domingo (7) à sábado (13):
19h – Celebração da Santa Missa na Matriz do Mártir, no bairro Centro

Cada dia haverá um padre convidado para presidir a celebração e a pregação das Dores de Maria.

 

 

Paróquia Cristo Luz dos Povos

Domingo (7) à sábado (13):
19h30 – Celebração da Santa Missa na Matriz de Nossa Senhora Aparecida, no bairro N. S. Aparecida ao lado do Cidade Nova

 

 

Paróquia Sant’Ana

Sábado (6) à sexta (12):
19h – Celebração da Santa Missa na Matriz de Sant’Ana, no bairro Santana

Sábado (13):
“Vinde, voltemos ao Senhor.” (Os 6, 1a)
19h – Celebração da Santa Missa na Matriz de Sant’Ana e encerramento do Retiro Popular da Quaresma

Paróquia Santo Antônio de Sant’Ana Galvão

Domingo (7) à sábado (13):
19h – Celebração da Santa Missa na Matriz de Frei Galvão, no bairro Damasco

 

Paróquia Imaculada Conceição

Sábado (6):
19h30 – Celebração da Santa Missa e 1ª Dor de Maria na Comunidade São Pedro

Domingo (7):
09h30 – Celebração da Santa Missa e 2ª Dor de Maria na igreja São Judas Tadeu

Segunda (8) à sexta (12):
19h30 – Celebração da Santa Missa e meditação das Dores de Maria nas comunidades: Matriz da Imaculada Conceição (3ª dor), São Judas (Rural) (4ª), Comunidade São José (5ª), Comunidade São Lourenço (6ª) e Comunidade Santa Teresinha (7ª).

Sábado (13):
19h30 – Celebração do Desagravo na Comunidade Nossa Senhora das Dores

Paróquia São José

Domingo (7) à sábado (13):
19h – Celebração da Santa Missa na Matriz de São José, no bairro Vila Barcelona

 

Campanha

Igreja das Dores
Catedral Santo Antônio

Domingo (7):
19h – Celebração da Santa Missa na Catedral Santo Antônio, em seguida procissão com a imagem de N. S. das Dores para a Igreja das Dores

Segunda (8) à sábado (13):
18h30 – Recitação da Coroa de Nossa Senhora das Dores na Igreja das Dores
19h – Celebração da Santa Missa na Igreja das Dores

 

 

Redação CSul – Iago Almeida / Foto: 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *