2ª edição do Projeto Brasileirinhos começa nesta sexta

O projeto Brasileirinhos: Choro nas Escolas e Praças está de volta para levar aos quatro cantos de Varginha uma das maiores tradições da música do mundo: o choro. Esta é a segunda edição do projeto e vai promover oito oficinas de música às escolas municipais e quatro shows gratuitos ao público.

A primeira oficina será nesta sexta-feira (29), às 13h, na Escola Municipal Emílio Justiniano de Rezende Silva, na zona rural. Os alunos conhecerão a história do choro, assistirão a um pocket show e construirão instrumentos de percussão com materiais recicláveis, com os quais tocarão com o Grupo Brasileirinhos.
O grupo é formado por Leonardo Souza Lopes, no cavaco e bandolim; Bruno Vieira, na percussão; Felipe Rossi, na flauta; e Homil Jr., nas sete cordas. “Como todos os quatro músicos têm sólida formação técnica, isso facilita a condução das oficinas. Reza a lenda que não há um só brasileiro que não conheça um chorinho”, comenta o músico Leonardo Souza Lopes, que é o autor do projeto.
No panorama da música mundial, o choro está entre os maiores gêneros da história. Forjado no Rio de Janeiro do final do século XIX, sua técnica antecipa em 50 anos o uso do jogo tema-improvisação atribuído ao jazz estadunidense. “Carinhoso”, “Brasileirinho” e “Pedacinhos do Céu” são bastante conhecidas e músicas enraizadas no imaginário popular brasileiro.
O projeto é viabilizado pela Prefeitura de Varginha e Fundação Cultural, por meio da Lei Municipal de Incentivo à Cultura, e conta com apoio da Inter Aduaneira. “É gratificante testemunhar a realização destes projetos como resultado da Lei Municipal de Incentivo à Cultura da qual tive a honra de ser o autor quando vereador em 2001”, destaca Leandro Acayaba, diretor-superintendente da Fundação Cultural de Varginha.
O grupo Brasileirinhos tem sido há quatro anos uma das maiores expressões do choro no Sul de Minas. Com espetáculos realizados em 16 cidades da região e mantendo desde o surgimento (2014) uma roda de choro semanal, em Varginha, às terças-feiras, o grupo vem conquistando fãs e reconhecimento do público.
Confira abaixo a programação das oficinas:
Junho
    • 29/06/2018, às 13h – Escola Municipal Emílio Justiniano de Rezende Silva (zona rural)
Julho
    • 05/07/2018, às 13h – Escola Municipal Paulo Cândido de Figueiredo (zona rural)
Agosto
    • 09/08/2018, às 13h – Escola Municipal Dr. Jacy de Figueiredo /CAIC I
    • 10/08/2018, às 15h – Escola Municipal José Camilo Tavares
    • 16/08/2018, às 13h – Escola Municipal Matheus  Tavares
Setembro
    • 21/06/2018, às 13h – Escola Municipal Profª Maria Apª de Abreu
    • 28/09/2018, às 13h – Escola Municipal Profª HelenaReis – CAIC II
Outubro
    • 04/10/2018, às 13h – Escola Municipal Antônio de Pádua Amâncio
Fonte: Blog do Madeira / Fotos: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *