Região registra 505 casos suspeitos de Covid-19; medidas são adotadas

O número de casos suspeitos de Covid-19 chegou a 505 em 90 municípios da região, segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde emitidos na última terça-feira (24). No último boletim divulgado, a região registrou 325 suspeitas em 71 cidades, na lista oficial 180 casos suspeitos foram registrados dentro de apenas um dia.

 Na última terça-feira a Prefeitura de Boa Esperança confirmou o primeiro caso suspeito do vírus, a mulher de 60 anos esteve em um aeroporto na capital paulista e agora segue internada em Varginha. O caso ainda não havia sido confirmado na lista oficial da Secretaria de Saúde do Estado até a divulgação desta matéria.

Passos segue liderando com o maior número de casos suspeitos na região, os casos saltara de 51 para 90. Varginha aparece em seguida, os casos subiram de 31 para 35. Poços de Caldas conta com 33 casos suspeitos e São Sebastião do Paraíso 22. Agora, na lista das cinco cidades com maior número de casos suspeitos, o município de Alfenas aparece om 22 quadros em investigação.

Caso confirmado

Na região o único caso confirmado pela Secretaria Estadual de Saúde, é uma mulher de 34 anos, moradora de Poços de Caldas. A paciente acredita ter contraído o Covid-19 em um churrasco na capital paulista.

Outro caso, é de um morador do Rio de Janeiro, que está em isolamento domiciliar em São Lourenço, o homem testou positivo, no entanto o caso dele não é contabilizado no Estado, já que ele foi atendido e teve o exame confirmado no Rio.

Em Minas Gerais, até agora foram confirmados 130 casos. Outros 11.832 seguem ainda estão em investigação.

Cidades da região com número de casos suspeitos; Passos: 90 casos, Varginha: 35 casos, Poços de Caldas: 33, casos, S. S. Paraíso: 22 casos, Alfenas: 22 casos, Guaxupé: 20 casos, Itajubá: 17 casos, Camanducaia: 16 casos, Campo Belo: 14 casos, Perdões: 11 casos, Cambuí, Ibiraci e Carmo do Rio Claro: 10 casos, Botelhos: 9 casos, São Lourenço: 8 casos, Caxambu, Cristais, Três Pontas e Baependi: 6 casos, Boa Esperança, Extrema, Campos Gerais, Cabo Verde e Pouso Alegre: 5 casos.

Números são divulgados pela Secretaria Estadual de Estado e podem ter divergência com os números divulgados pelas prefeituras.

Medidas

Prefeituras região seguem adotando medidas de de prevenção, confira:

Em Passo, a prefeitura determinou ‘afastamento social severo’, na cidade. Para conter a contaminação, moradores de rua foram acolhidos pela administração municipal em ginásios, lá eles recebem toda assistência necessária em relação a higiene e alimentação.

Essa decisão veio após a suspensão das atividades do Centro POP, devido a determinação de afastamento social. No ginásio da praça de Esportes Baru Pádua foram acolhidos 23 homens e oito mulheres no Poliesportivo Barrinha.

Em São Lourenço, o hospital da cidade ergueu tendas de apoio ao pronto socorro da cidade. A ação tem como objetivo facilitar a triagem de pacientes que chegue com casos ligados ao sistema respiratório.

Medida visa que os pacientes que apresentem suspeita do Covid-19 tenham contato com outros setores da unidade.

Nesta terça-feira (24) o Instituto Federal do Sul de Minas iniciou a distribuição do primeiro lote de álcool em gel fabricado na instituição, os produtos foram produzidos  a partir de bebidas alcoólicas apreendidas em operações da Receita Federal.

Prefeituras, Polícia Militas e outros locais receberam os produtos.

Foram produzidos 3 mil litros de álcool em gel, no entanto é necessário um componente, chamado carbopol, que leva o álcool a chegar a 70.

Em Poços de Caldas, bancos de praças foram retirados visando que os idosos permaneçam em casa.

As entradas de Poços de Caldas estão fechadas para veículos. Quem vai de Andradas para a cidade vizinha não pode entrar, assim como ônibus e vans. Medida foi tomada para evitar a propagação do coronavírus.

De acordo com a administração poços-caldense, haverá isolamento total da cidade, com restrição de entrada de veículos com placas de outras cidades. A medida amplia outra já adotada na última semana, quando turistas em carros, ônibus e vans já havia sido barrados.

Na cidade aulas da região foram suspensas por tempo indeterminado, feiras livres também estão suspensas no município.

Prefeituras da região deverão responder ao  Ministério Público Federal e o Ministério Público Estadual a respeito da liberação dos acesso bloqueados como medida preventiva contra a transmissão do Covid-19.

O documento deve ser respondido em até 24 horas, porém nem todas as cidades receberão a notificação.

O documento, feito na segunda-feira (23), precisa ser respondido pelos prefeitos em até 24 horas após o recebimento. Entretanto, nem todos os municípios receberam a notificação em razão da dificuldade de troca de informações por conta do Covid-19.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *