Projeto de lei pede extinção da Guarda Municipal em Pouso Alegre

A Prefeitura de Pouso Alegre pediu a extinção da Guarda Municipal na cidade. O pedido foi enviado pelo Executivo à câmara nesta quarta-feira (23), afimando que a medida é necessária para diminuir gastos e também reduzir a estrutura organizacional da administração pública.
O prefeito Rafael Simões diz através do texto que reconhece a importância do órgão, mas questiona seu êxito, dizendo que a guarda “não atende de forma satisfatória os seus propósitos”. O prefeito também reforça que no último biênio foram arquivados vários atos criminosos de vandalismo em prédios públicos .
“Diante desse cenário, não pode fechar os olhos para o seguinte: precisa de uma vigia armada, mas isso não é vantajoso para o município, porque tem que custear o necessário treinamento e armamento para os servidores autuantes”, escreveu.
Servidores transferidos
Conforme o projeto de lei, funcionários que integram a guarda não serão prejudicados com a decisão tomada, estes podem ser transferidos para outras áreas. De acordo com ele, os servidores receberão funções compatíveis com suas habilidades e não hverá alteração no salário.
Uma reunião está agendada com membros da guarda, pelo Sindicato de Servidores Públicos para expor propostas de eliminação do orgão. A reunião será feita na noite de hoje (25) em Pouso Alegre.

Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.