Operações feitas por PRF e ANTT acabam com apreensões de ônibus em rodovias no Sul de Minas

Foto ilustrativa

Pelo menos oito ônibus clandestinos foram apreendidos pela Polícia Rodoviária Federal nas últimas duas semanas na Rodovia Fernão Dias. A polícia e a Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) têm intensificado as fiscalizações nas estradas para coibir esse tipo de transporte.

Só na última terça-feira (4), três ônibus foram apreendidos na rodovia. Ao todo, 93 passageiros que saíram de São Paulo com destino à Bahia e Pernambuco tiveram que pegar ônibus regulares para seguir viagem.

Já outros 19 passageiros que iam em um ônibus para Cariranha, no interior de Bahia, tiveram que voltar para São Paulo depois do veículo ser apreendido no dia 22 de junho. Além de não ter autorização para o transporte interestadual de passageiros, o ônibus era dirigido por um jovem de 18 anos, que não tem habilitação para esse tipo de veículo. O motorista foi autuado por infração gravíssima pela polícia, que alerta para o risco que esses passageiros correm.

“O ônibus não vai ter o seguro de passageiros. Normalmente esses carros não têm uma condição mecânica, principalmente de pneus, boas. Muitas vezes até documentação do próprio motorista não está ok. A condição de higiene também. O tempo de direção que o motorista pode ficar no máximo, normalmente eles acabam excedendo esse tempo”, diz o inspetor Émerson João Soares, da Polícia Rodoviária Federal.

Conforme a polícia, quando um ônibus clandestino é apreendido, fica a cargo da empresa pagar o restante da viagem dos passageiros em linhas convencionais.

Oitavo ônibus

A PRF, juntamente com fiscais da ANTT, apreendeu mais um ônibus na tarde desta quinta-feira (6). Ele saiu de São Paulo e ia para o Norte de Minas. O motorista ainda teria tentado fazer um retorno para voltar para a capital paulista e fugir da fiscalização, mas o veículo foi encontrado em um posto de combustíveis em Estiva.

Além de não ter autorização da agência para o transporte de passageiros, o motorista não tinha curso de habilitação para transporte coletivo de passageiros e o ônibus não possuía alguns equipamentos. Os passageiros foram levados para a rodoviária de Pouso Alegre.

Fonte: G1 Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *