Motorista é flagrado atropelando três cachorros em rua de Pouso Alegre

Câmeras de segurança de um imóvel no bairro Ibirá, em Pouso Alegre (MG), flagraram o momento em que o motorista de um carro atropela três cachorros que estavam na rua, na manhã deste domingo (1º). Um dos cães morreu e outros dois ficaram machucados. As imagens foram postadas em uma rede social e teve pedidos de punição por parte dos moradores.

Nas imagens, é possível ver que o motorista seguia pelo lado esquerdo da rua. Próximo a uma esquina, ele desvia o carro para a direita, na contramão, e atropela os animais.

O motorista saiu do local e voltou pouco tempo depois para buscar o parachoque e outra parte que caiu do veículo no atropelamento.

Os cães atropelados moram na rua e são cuidados pelos moradores do bairro. Um dos moradores ouviu quando os animais foram atropelados. “Eu escutei um barulho muito forte aqui na rua e um cachorro gritando muito. Eu saí na varanda pra ver, não tinha mais o carro, mas vi o cachorro deitado no meio da rua. Desci correndo, mas quando cheguei lá ele já estava morto”, contou o empresário Luiz Fernando Coelho.

O cão que morreu atropelado em Pouso Alegre (MG) era cuidado por moradores do bairro Ibirá. (Foto: Reprodução/EPTV)
O cão que morreu atropelado em Pouso Alegre (MG) era cuidado por moradores do bairro Ibirá. (Foto: Reprodução/EPTV)

O sobrinho de Luiz Fernando, Rodrigo Ferreira, trabalha em uma ONG de proteção animal e decidiu divulgar as imagens nas redes sociais. A postagem já teve cerca de 200 mil visualizações e mobilizou outras ONG’s de Pouso Alegre.

“Todos nós ficamos muito revoltados, indignados pelo tamanho da crueldade. Uma coisa que não tem explicação, uma crueldade gratuita, a troco de nada. A gente está tentando entender se tem uma explicação, porque ele fez isso”, afirmou a presidente da ONG SOS Bichos, Carla Viviane de Souza.

As imagens foram enviadas às polícias Civil e Militar e um boletim de ocorrência foi registrado como maus-tratos. A polícia localizou o carro que atropelou os animais, mas até a publicação desta reportagem, o suspeito não havia sido encontrado.

Fonte: G1 Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *