Ministério Público pede R$ 10 milhões em ação contra a Prefeitura de Lavras

O Ministério Público ajuizou uma ação contra a Prefeitura de Lavras (MG) pedindo uma indenização de R$ 10 milhões por danos morais e materiais. Segundo o órgão, a administração foi omissa na prevenção de enchentes no município.

Segundo a Promotoria de Justiça de Habitação e Urbanismo de Lavras, o dinheiro seria para o fundo municipal de meio ambiente. A ação também requer indenização às pessoas que comprovarem danos causados pela falta de ações preventivas do município.

O radialista João Bosco de Souza mora na área central e conta que a água de um ribeirão sempre transborda e alaga ruas da região.

“Aqui se aproveita as pessoas que saem das casas. O restante se perde tudo, mantimento, mobília. Porque já houve casos aqui da água entrar 80 centímetros, um metro dentro da casa. É a altura do móvel? Não, isso aí é superior à altura dos móveis. E, por exemplo, minha mãe tem 85 anos, ela não tem condições de colocar uma caixa de fósforo para cima”, afirma ele.

Segundo ele, isso acontece anos após ano, com quase todos os vizinhos. Por isso, a esperança é que algo realmente possa ser feito.

“Tem o lado da natureza, que é inevitável. Então isso aí não tem como não e não vamos culpar papai do céu não porque ele precisa mandar chuva e vai continuar mandando. Mas precisa que dê uma atenção melhor à limpeza do córrego, que tem que ser feita independente de enchentes”, completa o radialista.

“A água vai chegando, e a gente fica com medo de entrar em casa e acabar com os móveis, né?”, diz a operadora de caixa Viviana Aparecida Marques.

A Prefeitura de Lavras informou que ainda não foi notificada desse pedido do Ministério Público e que por enquanto não vai comentar a ação.

Fonte: G1 Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *