Mais 2 mortes por suspeita de H1N1 são registradas no Sul de Minas

Autoridades de saúde investigam se mais duas pessoas morreram no Sul de Minas por causa de complicações do vírus da gripe H1N1. Em Monte Santo de Minas, um homem de 54 anos não resistiu após ficar uma semana internado com sintomas semelhantes aos da doença e ter uma embolia pulmonar. Em Pouso Alegre, uma criança de 8 anos morreu na segunda-feira (4). Os casos ainda dependem da confirmação de exames laboratoriais.

Segundo a Secretaria de Saúde, a morte registrada em Monte Santo de Minas aconteceu nesta terça-feira (5). O paciente sofria de problemas de coração e foi internado com um quadro de síndrome respiratória aguda grave. Uma mulher de 53 anos também está internada na Santa Casa da cidade com suspeita de gripe H1N1, mas o quadro dela é estável.

Já em Pouso Alegre, a criança de 8 anos teria dado entrada no Hospital das Clínicas Samuel Libânio com febre alta e dores pelo corpo no mesmo dia em que morreu. A Secretaria de Saúde do município informou que aguarda o resultado de exames que devem ficar prontos em 10 dias.

Ainda conforme a secretaria, um caso da doença já foi confirmado na cidade. Uma mulher de 31 anos apresentou a gripe H1N1, mas não chegou a ficar internada e se recuperou. Outros dois pacientes também estão sob suspeita de terem contraído a gripe.

Conforme dados da Secretaria de Estado da Saúde, o Sul de Minas está com 10 casos da doença sob investigação.

Outros casos investigados
Três casos de morte por H1N1 estão sendo investigados em Nepomuceno. A última vítima é um homem de 63 anos, de Nepomuceno, que morreu na noite de segunda-feira (4). O velório precisou ser com caixão lacrado.

Outras duas mortes por H1N1 estão sendo investigadas em Campo Belo, que tem seis casos suspeitos da doença. O advogado Walacy Pereira Garcia, de 38 anos, que estava no CTI da Santa Casa de Campo Belo, morreu no sábado (2). A outra vítima é a adolescente Lorena Miranda, de 16 anos, que morreu na quinta-feira (31). O resultado dos exames deve ficar pronto entre 10 e 15 dias.

Uma outra morte suspeita de H1N1 está sendo investigada em Lavras. Um caso da doença já foi confirmado e outros 10 estão em investigação.

Em Guaxupé, quatro casos de suspeitas de H1N1 estão sendo investigados, entre eles, duas mortes. Já em Varginha, há um caso suspeito de H1N1. Um homem de 27 anos está isolado na UPA da cidade. O material foi coletado nesta terça-feira e será enviado para a Fundação Ezequiel Dias, em Belo Horizonte.

Os casos ainda dependem da confirmação de exames laboratoriais.
Os casos ainda dependem da confirmação de exames laboratoriais.

Fonte: G1 Sul de Minas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *