Homem que matou esposa queimada é condenado a 20 anos de prisão, em Carmo do Rio Claro

Homem que matou e confessou ter queimado sua ex esposa, após não aceitar fim do relacionamento é condenado após dois anos do crime.

O autor do homicídio foi condenado na manhã desta segunda-feira (02), a 20 anos de prisão em regime fechado. O juiz do caso considerou o réu culpado por homicídio qualificado pelo motivo fútil, emprego de fogo, recurso que dificultou a defesa da vítima e por ser crime contra mulher em contexto de violência doméstica e familiar ou feminicídio.

Entenda o crime:

Tudo ocorreu no dia 04 de Dezembro em 2017, no bairro Porto Rico, em Carmo do Rio Claro. O autor não aceitava o fim do relacionamento, tendo ateado gasolina e logo depois botado fogo na sua ex-companheira, com mais de 70% do corpo queimado a vítima não resistiu e faleceu. Na época, o até então suspeito, fugiu mesmo tendo queimaduras de 2º e 3º graus pelo corpo, no entanto, logo depois o homem foi levado para o hospital em Conceição da Aparecida por parentes, e depois transferido para Carmo do Rio Claro, onde lá confessou o crime.

Foto Ilustrativa

Redação CSUL – Alisson Marques 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *