Hackers invadem sistema interno da Prefeitura de Guaranésia

4439111_x240Diversos serviços administrativos da Prefeitura de Guaranésia, foram paralisados depois que o sistema interno dos computadores foi invadido por hackers especializados em descobrir senhas e códigos de programas. Em uma forma de sequestro virtual, os criminosos pediram três mil dólares para desbloquear o sistema.

Os hackers criptografaram o sistema de diversos setores, como estoque, compras e tributos. “Um dos arquivos que ficou no nosso servidor, nós passamos para um especialista de segurança, um professor da Unesp, de Ribeirão Preto. Ele nos disse que essa senha é muito difícil de ser quebrada, são 180 caracteres diferenciados entre número, letras, símbolos e sinais, que são dificilmente quebrados”, explica Sérgio Donizetti Cláudio, que é responsável pela área de informática na prefeitura.

Em uma mensagem escrita em inglês, os invasores exigem o pagamento para revelar a senha que libera o acesso ao servidores. O prefeito João Carlos Minchillo diz que isto está fora de cogitação.

“A prefeitura não pode pagar nenhuma despesa que não seja comprovada, que não seja realizada. Então, em termos de pagamento, assunto liquidado de imediato”, afirma o prefeito.

A ação provocou transtornos no departamento de licitação. Na segunda-feira (31), representantes de 16 empresas estiveram na prefeitura para participar de um processo licitatório para a compra de medicamento, mas como o sistema ainda está bloqueado, o procedimento vai ter que ser remarcado. Sistemas como o de saúde e educação não foram afetados, porque os dados ficam em outros servidores.

O trabalho de reconfiguração do servidor só deve termina nesta sexta-feira (4). De acordo com o delegado de Guaranésia, Walter Tizianel, a Polícia Civil vai recolher os computadores da prefeitura para uma perícia técnica.

0902_hackers_2

 

Um comentário em “Hackers invadem sistema interno da Prefeitura de Guaranésia

  • sexta-feira - 4 de setembro de 2015 em 01:59
    Permalink

    Boa noite,

    Excelente artigo. Deixo aqui minha satisfação em poder ter acesso a um conteúdo de extrema relevância dentro de um nicho tão pouco explorado na internet. Nota dez mesmo.

    Abração.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *