Ex-secretária executiva volta ao governo depois de ser exonerada em novembro

A polêmica ex-secretária executiva de Meio Ambiente, Kátia Alvarez Rodrigues, está de volta a administração municipal. Exonerada em 1˚ de novembro, ela retornou a um cargo comissionado, lotado na Secretaria Municipal de Habitação.

A informação sobre a nomeação de Kátia não foi confirmada oficialmente, mas desde a semana passada já circulava em grupos de whatsapp. A reportagem do Alfenas Hoje entrou em contato com a assessoria de imprensa da Prefeitura de Alfenas, que informou que retornará ainda hoje com um posicionamento oficial. Até a publicação desta reportagem ainda não havia feito o retorno.

De acordo com as apurações da reportagem, a funcionária está lotada inicialmente na Secretaria Municipal de Habitação. Mas pode haver mudança na lotação.

Exoneração

A exoneração da então secretária-executiva, cargo de 2˚ escalão, foi oficializada no dia 1˚ de novembro após aPolícia Civil cumprir um mandado de busca e apreensão na casa da então servidora e outro na sede da Secretaria de Meio Ambiente e Limpeza Pública. Ela foi conduzida até a 2ª Delegacia Regional da Polícia Civil (2ª DRPC) e teve que pagar fiança de R$ 3 mil após prestar depoimento.

A multa refere-se a crime ambiental por armazenar combustível em local irregular. De acordo com o artigo 56 da Lei 9.605/98, armazenar combustível ilegalmente é crime ambiental. Além do artigo, há a resolução nº 41, de 5 de novembro de 2013, da Agência Nacional de Petróleo (ANP) que reforça a proibição.

Histórico de polêmicas

A Polícia Civil abriu inquérito para investigar um suposto desvio de combustível do Município, além de ser investigada no inquérito sobre a morte de um jacaré do Zoológico de Alfenas. Na casa dela foi encontrada uma barra de ferro com ponta, que a Polícia apreendeu na época para investigação sobre a morte do animal.
Um dia antes da casa de Kátia ser alvo de mandado de busca e apreensão, a coordenadora do Velório Municipal, Vera Cândido, registrou um boletim de ocorrência em que a ex-secretária aparece como suspeita de tê-la agredido.

Kátia foi nomeada secretária executiva de Meio Ambiente no início do governo. Sua passagem pela gestão foi conturbada e repleta de polêmicas. Dois secretários de Meio Ambiente (Wagner Morais/Guinho que incialmente foi remanejado para a Secretaria de Habitação e Waldecir Pereira) deixaram o comando da Pasta após divergências com Kátia, que respondia oficialmente ao secretário.

A Secretaria de Meio Ambiente passou a ser comandada por Ivair Morais, irmão de Guinho, antes mesmo de Kátia ser exonerada. Ele continua no comando da Secretaria Municipal de Meio Ambiente.

Fonte: Alfenas Hoje / Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *