Comemoração dos 115 anos de morte de Padre Victor acontece sem presença de fiéis em Três Pontas

Tradicional comemoração na cidade não receberá fiéis e visitantes devido à pandemia de Covid-19
celebrações acontecem de forma virtual.

Redação CSul/Foto destaque: Reprodução CSul

Todo ano a cidade de Três Pontas recebe milhares de fiéis para as comemorações do Beato Padre Victor. Este ano, devido à pandemia do Coronavírus, a prefeitura da cidade instalou barreiras sanitárias nas principais entradas do município, visando evitar o acesso de fiéis. Todas às celebrações acontecem de foram online. Para quem não puder participar presencialmente, uma opção é acompanhar a festa nas plataformas na página da Diocese da Campanha, em conjunto com a Paróquia D’Ajuda, a Associação Padre Victor e a prefeitura da cidade.

Celebrações na cidade

O fluxo de pessoas na igreja Matriz Nossa Senhora D’Ajuda está sendo controlado para que não ocorra aglomerações. As missas da novena que acontece de 14 a 22 de setembro, tem cadastro prévio para os fiéis e um número limitado, mas no Dia do Padre Victor (hoje) às missas serão sem público e a Matriz estará de portas fechadas.

Túmulo de Beato Padre Victor localizado na Igreja Matriz/Foto: Reprodução CSul

A celebração das 9h foi presidida pelo Bispo Diocesano Dom Pedro Cunha Cruz, na igreja Matriz. Sem a presença de fiéis devido à pandemia.

Igreja Matriz na celebração desta manhã em Três Pontas/Foto: Reprodução CSul

Programação no dia do 115º aniversário da morte de Padre Victor

7:00 – Reza do Terço na Matriz
9:00 – Missa presidida por Dom Pedro Cunha, bispo da Diocese da Campanha em seguida carreata
19:00 horas – Missa de encerramento na Matriz

  • Haverá carreta pela cidade

Se você conseguiu graças por intercessão do Beato Francisco de Paula Victor, escreva para a Associação Padre Victor, Praça Cônego Victor, n.º 45, em Três Pontas/MG, CEP 37190-000. “Seu relato é muito importante para o Processo de Canonização”, informou.

História de Padre Victor

Padre Victor nasceu em Campanha – MG, no dia 12 de abril de 1827 e foi batizado, em 20 de abril do mesmo ano, pelo Padre Antônio Manoel Teixeira. Era filho da escrava Lourença Maria de Jesus. Sua madrinha de Batismo foi a senhora Marianna Bárbara Ferreira.

Imagem reproduz o que seria uma das únicas fotografias
tiradas de Padre Victor (Foto: Arquivo Secretaria de Cultura de Três Pontas)

Dom Antônio Ferreira Viçoso, bispo de Mariana – MG, visitou Campanha – MG no ano de 1848. Victor, então alfaiate, procurou Dom Viçoso na ocasião, manifestando-lhe o desejo de ser padre. O Bispo o recebeu com grande alegria. O jovem dirigiu-se da cidade de Campanha – MG ao Seminário de Mariana – MG, onde foi aceito em 05 de junho de 1849.

O bispo Dom Viçoso o apoiava e muito o estimava, chegando a proclamar as virtudes desse jovem. Ordenado em 14 de junho de 1851, permaneceu em Campanha – MG, como coadjutor, de 17 de agosto de 1851 até 13 de junho de 1852. Veio para Três Pontas – MG, em 14 de junho do mesmo ano, como Vigário Encomendado. Logo que assumiu seus trabalhos na Paróquia, visitava doentes, amparava os inválidos, zelava pela infância desvalida, atendia a população em suas necessidades. A sua dedicação, as suas virtudes o fizeram admirado por todos, pois assumiu a direção da Paróquia, com zelo e carinho, colocando-se, assim, acima de todas as críticas. Procurou catequizar e instruir o seu povo, chegando a criar a escola “Sagrada Família”, com uma organização perfeita. Por ele passaram brasileiros de grande projeção social: Dom João de Almeida Ferrão, primeiro bispo de Campanha – MG; Cônego José Maria Rabello, que foi seu coadjutor em Três Pontas. Padre Victor instruiu muitos filhos de famílias humildes, fazendo deles grandes homens de cultura, que passaram a viver da inteligência, nas mais variadas profissões.

Herma

1929 ­ –  Praça Cônego Victor –  Inauguração da Herma com o Busto de Padre Victor e a inscrição: “Cônego Francisco de Paula Victor: sua vida foi um Evangelho – sua memória, a sagração eterna de um exemplo vivo – Homenagem ao valor e à virtude, 1929”.

Exumação

Em 12 de junho de 1998, foi realizada a Exumação dos restos mortais do Servo de Deus Padre Victor, com a presença do Postulador da causa, Frei Paolo Lombardo, OFM, de Roma; da vice-postuladora, Irmã Célia B. Cadorin; do bispo Diocesano da Campanha, Dom Frei Diamantino Prata de Carvalho; autoridades civis e eclesiásticas, da Associação Padre Victor, de médico peritos do Instituto Médico Legal de Belo Horizonte, de médico perito de Três Pontas.  Os restos mortais foram levados para o Carmelo São José, para estudo.

No dia 28 de junho de 1998, num momento de extrema emoção, o povo trespontano acompanhou as relíquias de seu “anjo tutelar”, Padre Victor, até a Matriz Nossa Senhora d´Ajuda.

Os restos mortais do Servo de Deus Padre Francisco de Paula Victor encontram-se no sarcófago, numa capelinha, dentro da Matriz d´Ajuda.

Venerável

O Papa Bento XVI assinou EM 10 DE MAIO DE 2012, em Roma, na Itália, o decreto em que reconhece as virtudes heróicas do “servo de Deus” Francisco de Paula Victor, o Padre Victor (1827 – 1905), nascido em Campanha, no Sul de Minas Gerais. Com a decisão do Sumo Pontífice, o mineiro, que viveu e foi pároco em Três Pontas, passa a ser considerado “Venerável” pela Igreja Católica e fica a um passo da beatificação.

A decisão do Santo Padre foi tomada depois de uma audiência privada, realizada no Vaticano pela manhã, com o Cardeal Angelo Amato, Prefeito da Congregação para as Causas dos Santos.

Denise Barbosa Reis Abreu, uma das responsáveis pela Associação Padre Victor em Três Pontas, diz que que a comunidade recebeu com muita festa a notícia, que já era aguardada com ansiedade. “Para a cidade foi um dia de muita alegria, porque o Padre Victor é o nosso protetor. Essa é uma fase importante, uma etapa cumprida que nos deixa muito animados”, contou Denise.

O próximo objetivo da associação, que reuniu relíquias e documentos que comprovaram a história e as virtudes do Venerável, é demonstrar um milagre. “Dentro de critérios dados por Roma, mostramos suas virtudes heroicas, agora buscamos a comprovação dessa graça para a beatificação”, explicou Denise, uma das responsáveis pela pesquisa.

ORAÇÃO – Venerável Padre Victor

Reprodução Mercado Livre

Pai Santo,
Vós tornastes o Venerável Padre Victor
um sacerdote segundo o Coração de Cristo:
fiel no vosso serviço e dedicado às crianças e aos pobres.
Por sua intercessão, dai-nos santos sacerdotes
e concedei-nos a graça de que mais precisamos (…) Que o seu testemunho sirva de modelo para nós.
E a Mãe Igreja o eleve à honra dos altares.
Por Cristo nosso Senhor. Amém.
Pai Nosso, Ave-Maria, Glória.

Com informações: Equipe Positiva; Prefeitura de Três Pontas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *