Colaborador tem 90% do corpo queimado e morre, após estrutura em que trabalhava pegar fogo em Poços de Caldas

Um homem morreu após sofrer queimaduras em mais de 90% do corpo, em Poços de Caldas, na última segunda-feira (10).

A vítima trabalhava no telhado de uma área desativada, quando uma plataforma pegou fogo e acabou incendiando o colaborador.

José Marcos Gonçalves, de 40 anos, chegou a ser socorrido e foi encaminhado para a Santa Casa de Poços. A vítima não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Em nota a Alcoa Alumínio S.A, disse que “dará todo o suporte necessário para o colaborador e seus familiares”.

A Alcoa Alumínio S.A. informa que hoje, 10 de fevereiro, por volta das 15h, um colaborador da contratada Parex Engenharia S.A. sofreu graves queimaduras. Durante atividade de corte da estrutura do telhado de uma área desativada ocorreu um incêndio, atingindo a plataforma móvel onde o colaborador trabalhava.

Imediatamente ele foi socorrido pela Brigada de Emergência da Empresa e, com o apoio do SAMU, encaminhado para o Hospital da Santa Casa de Misericórdia de Poços de Caldas.

Neste momento, a Alcoa e a Parex estão empenhadas em dar todo o suporte necessário para o colaborador e seus familiares.

A Alcoa tem na Segurança o seu maior valor e já iniciou a investigação das causas do incidente para assegurar que não se repita.

Redação CSul – Alisson Marques/Foto: Divulgação Alcoa 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *