CÂMARA de Três Pontas aprova cinco projetos e presta homenagens às mulheres

A reunião ordinária da Câmara Municipal de Três Pontas desta segunda-feira (12), foi antecipada seu início em meia hora. Isto por causa da sessão solene realizada a seguir em homenagem ao Dia Internacional da Mulher. O Grande Expediente foi suprimido e as manifestações livres dos vereadores foram apenas no Pequeno Expediente. Com uma pauta exigindo pouco debate, com três projetos, o Plenário ainda inseriu outros dois que fazem mudanças no Orçamento de 2018.

Nos cinco minutos que cada um tem direito, todos anteciparam as felicitações a às mulheres trespontanas. Eles lembraram da única vereadora da Casa, Marlene Rosa Lima Oliveira (PDT), as funcionárias da Câmara e seus familiares.

Guarda Civil Municipal nas escolas

O vereador Luiz Flávio Floriano “Flavão” (PSL) solicitou ao Poder Executivo, a volta da presença e atuação da Guarda Civil Municipal (GCM) nas portas das escolas. Nos horários de entrada e saída das crianças o movimento é bastante perigoso e o trânsito fica complicado. Quem seguiu o mesmo assunto foi o vereador José Geraldo Prado “Coelho” (PSD), que informou que já falou com o prefeito Dr. Luiz Roberto sobre isso. Segundo Coelho, quando os servidores da instituição estavam multando, permaneciam bastante tempo nas ruas em torno das escolas e isto precisa acontecer preventivamente para evitar acidentes. De acordo com o legislador, a folha de pagamento apenas da GCM fica em aproximadamente R$400 mil por ano e precisam trabalhar como os outros funcionários públicos. “Quando acontecer um acidente vão responsabilizar a mim, ao Benício e ao Antônio do Lázaro, por termos brigado para acabar com a aplicação das multas, porém o poder da caneta quem tem é o Dr. Luiz Roberto”, ponderou.

Pedidos ao Executivo

Desde o ano passado, vereadores da oposição estão cobrando respostas aos ofícios enviados ao Poder Executivo. Neles estão pedidos e solicitações feitas por eles mesmos e por moradores reivindicando serviços e providências. Roberto Donizetti Cardoso “Robertinho” (PP) agora quer o pedido em forma de Requerimento que precisa ser votado pelo Plenário da Câmara. Desta vez, Robertinho está pedindo que a Secretaria de Transportes e Obras construa meio fio na Rua Guido Trolez, acima do Centro Pediátrico. Lá quando chove desce muita lama até a Rua Nossa Senhora d’Ajuda. Outro Requerimento é para que a Prefeitura providencie a recolocação das placas de inauguração, nas obras realizadas pelas Administrações anteriores. Em todas as praças que foram revitalizadas recentemente e inauguradas, no  Centro Comunitário do Jardim das Esmeraldas, na Praça dos Municípios, as placas da época sumiram, até mesmo a da Capela do Cemitério. Na opinião dele o ato é uma falta de respeito. O presidente Luis Carlos da Silva (PPS), orientou o colega que faça o Requerimento para ser lido e depois colocado na pauta de votação.

Já o secretário da Mesa Diretora Maycon Douglas Vitor Machado (PDT) parabenizou a Escola Estadual Cônego José Maria pela reinauguração do novo Consultório Dentário e a Secretaria de Saúde pela parceria.

Obra na Avenida Oswaldo Cruz

O vereador Sérgio Eugênio Silva (PPS), comentou sobre o vídeo que viu em uma rede social, da compra de manilhas para começar o trabalho de contenção das enchentes provocado pela chuva na Avenida Oswaldo Cruz. Na visão dele, as manilhas não darão conta a vazão da água e desabafou. “Estando tentando enganar e iludir o povo. Aquelas manilhas não serão suficientes para tanta água. Estão jogando dinheiro fora. Conversei com um engenheiro aposentado e me falou que é preciso ser feito um estudo”, alertou Sérgio Silva. Ele também pediu aos vereadores da base que peça na Secretaria de Obras que façam a limpeza do cruzamento das Avenidas Oswaldo Cruz com Ipiranga, onde ficou muita terra da chuva dos últimos dias.

Projetos da pauta

As discussões em torno dos projetos da pauta não foram tão extensas como costuma ser algumas vezes. Alguns tentaram sair do foco dos projetos em votações, mas foram alertados pelo presidente Luis Carlos da Silva (PPS). O Plenário aprovou o Projeto de Lei 025 de 19 de fevereiro deste ano, que trata do primeiro termo aditivo e ratificação ao convênio firmado entre a Companhia de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (CODEMIG), que trata da assistência e cooperação técnica no planejamento e administração do Distrito Industrial, firmado em outubro de 2012, fazendo parte da presente lei.

Os outros dois alteram o Plano Plurianual (PPA) e o Orçamento de 2018, para aberturas de créditos especiais para utilizar recursos de superávites financeiros na revitalização do Estádio Municipal Ítalo Tomagnini (R$140 mil); mais R$124.464,10 para pavimentar e recapear vias públicas. Os vereadores registraram que ambos as verbas são frutos de emendas parlamentares conquistadas no mandato anterior, vindas dos deputados federais Dimas Fabiano (PP/MG) e Carlos Melles (DEM/MG). Érik e Sérgio afirmaram que é preciso divulgar que eles sempre destinaram verbas para o Município ao longo dos anos, independente de quem estiver a frente do Poder Executivo. Na época, quando o projeto de revitalização do TAC foi aprovado um vereador questionou porque o dinheiro não poderia ser investido na Saúde. Ambos os vereadores afirmaram que foi um discurso maldoso e politiqueiro, que buscava ferir o Poder Executivo da época. Ninguém citou, mas quem criticou o destino dos R$250 mil foi o ex-vereador José Henrique Portugal (MDB). Sérgio acrescentou que tentaram jogar a população contra a Câmara e, apesar do conhecimento, não mencionou que este é um recurso carimbado, que tem destino certo e não pode ser investido em outra área a não ser no esporte, já que vem do Ministério do Esporte. Todos estes foram aprovados por unanimidade.

Projetos inseridos na pauta

A pedido do vereador Antônio Carlos de Lima (PSD), dois projetos foram acrescidos na pauta e alteraram o Orçamento. O de número 032 de 27 de fevereiro de 2018 trata da mudança de recursos. Um dos objetivos é destinar R$30 mil a mais para a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae). Érik dos Reis se disse zeloso com questões burocráticas e técnicas e por isto votaria contrário. Ele foi acompanhado por Robertinho, mas o projeto acabou aprovado.

O último muda também o PPA para garantir a continuidade das obras de construção das de dois Centros Municipais de Educação Infantil, no Complexo Randal Diniz no bairro Padre Vitor e no bairro Eldorado. A abertura de crédito especial realizado é de até R$2.572.524,42. O projeto do Executivo foi aprovado por unanimidade.

Placa e flores pelo Dia Internacional da Mulher na Câmara

O Plenário Presidente Tancredo Neves ficou cheio durante a sessão solene especial, realizada nesta segunda-feira (12), em seguida a reunião de votações. Mantendo a tradição do mandato do presidente Luis Carlos da Silva, o cerimonial preparou uma noite de homenagens às mulheres, em comemoração do Dia Internacional da Mulher, comemorado em 08 de março.

Bastante prestigiada por amigos e familiares, elas ocuparam cadeiras reservadas à elas e tiveram suas histórias de vida contadas pelo mestre de cerimônia Francisco Cândido, representando todas as mulheres trespontanas. Foram 10 homenageadas, com perfis, profissões e características diferentes, indicadas pelos vereadores, com exceção de Érik dos Reis Roberto (PSDB). As agraciadas foram Adelina Bernarda Vaz Tostes, Ana Paula de Abreu Campos Fortuozo Mendes, Catarina dos Reis Oliveira, Cristiani Aparecida Calixto da Silva, Eunice Celma Tempesta Santana, Josiane Aparecida da Silva Pereira, Marly de Oliveira, Rosely Margarida da Silva, Simone Vitor Marinho e Tânia Pinheiro da Silva. Elas foram presenteadas com o quadro alusivo a data e buquê de flores. Nem todas fizeram o uso da palavra, mais sairam satisfeitas com a iniciativa dos parlamentares.

Como também é tradicional, teve música e desta vez a atração principal foram as professoras Nelly Fátima de Castro (do Conservatório de Música Heitor Villa Lobos e da Escola de Música Pró Arte) e Amanda Abreu (Escola de Música Pró Arte). Elas não sabiam e ficaram surpresas com um buque de flores entregues a cada uma das duas. O Hino Nacional que abriu a cerimônia foi executado pelos músicos e professores Beto Maciel e Wander Scalioni, presenças constantes nos eventos da Câmara.

E como na atual Legislatura há apenas a vereadora Marlene Lima, foi ela quem falou em nome dos vereadores sobre a importância de reconhecer cada uma delas, representando a força, a garra e a determinação da mulher trespontana. Apresentou números alarmantes da violência contra elas e pregou que é preciso denunciar todo tipo de violência. Em seguida recebeu também um buquê.

As professoras Amanda e Nelly homenagearam as indicadas com música e foram retribuidas com flores
Familiares e amigos prestigiaram a sessão solene especial
As homenageadas ocuparam o Plenário Presidente Tancredo Neves durante a cerimônia de homenagem

Fonte e Fotos: Equipe Positiva

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *