Bombeiro determina que Complexo Santa Cruz seja desativado em Poços

A Prefeitura de Poços de Caldas (MG) tem até sexta-feira (15) para desocupar o Complexo Santa Cruz, que por anos abrigou secretarias municipais. A determinação é do Corpo de Bombeiros. Desde 2004, uma série de laudos tem apontado para os riscos apresentados pela estrutura do local. Apenas a Secretaria de Esportes continuava ativa no local na manhã desta quarta-feira (13).

O edifício foi construído há 40 anos para ser um local de prática esportiva, mas nunca foi usado para essa finalidade. As secretariais que ficavam no local foram transferidas para outros locais aos poucos. A única que permaneceu no prédio foi a de Esportes, cuja mudança de endereço chegou a ser anunciada em 2015.

Abandonado, o Complexo Santa Cruz apresenta rachaduras, vidros quebrados e pontos de acúmulo de água. A demolição do prédio chegou a ser recomendada pelo Ministério Público. No final de março deste ano, a prefeitura informou que iria construir no local um centro administrativo, para abrigar secretariais municipais e a sede do Órgão de Defesa do Consumidor (Procon).

A proposta é que a área com mais de 8 mil metros quadrados dê lugar a um prédio de três andares, com auditório e mirante, que poderão ser usados pela população. O empreendimento terá também estacionamento com 250 vagas e área de convivência. Todo projeto é orçado em R$ 59 milhões, contando com a demolição e as obras.

O empreendimento deve adotar o modelo de Parceria Público-Privada (PPP) e a empresa que construir terá o direito de explorá-lo por 30 anos. Depois, o prédio se tornará patrimônio da prefeitura.

Com estrutura condenada, Complexo Santa Cruz será demolido em Poços de Caldas (Foto: Reprodução EPTV / Marcelo Rodrigues)
Com estrutura condenada, Complexo Santa Cruz será demolido em Poços de Caldas (Foto: Reprodução EPTV / Marcelo Rodrigues)

Fonte: G1 Sul de Minas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *