Agosto terá chuvas atípicas em Minas Gerais

As condições climáticas deste agosto prometem ser atípicas. Para se ter uma ideia, somente ontem, na capital mineira, choveu o acumulado de 11 milímetros, segundo o ClimaTempo. A média de precipitações mensal do período nos últimos 30 anos em Belo Horizonte é de 15mm. De acordo com o meteorologista Ruibran dos Reis, do ClimaTempo, haverá pancadas isoladas em boa parte do estado este mês.

“Na terça-feira chegou ao estado uma massa de ar polar. E até a próxima terça teremos instabilidades em municípios das regiões Central, Sul, Zona da Mata e Triângulo Mineiro. Não chove no Norte e Noroeste de Minas. É uma situação atípica para o mês, que pelo menos nos últimos 10 anos foi de estiagem”, assinalou Ruibran.

De acordo com o meteorologista, desde o meio de julho o fenômeno El Niño passou a atuar, ainda que em menor intensidade, o que eleva as temperaturas. Com o deslocamento de massas frias, que vêm do sul brasileiro pelo litoral, há formação de nuvens espessas e escuras (cúmulos-nimbos) e, consequentemente, as pancadas de chuva ocasionais em áreas isoladas.

“Será um agosto e setembro com chuvas. Mas o período chuvoso mesmo só começa no fim de outubro. Essas precipitações podem evitar os incêndios florestais, mas não recompõem níveis de reservatórios”, destaca Reis. Na capital, segundo o meteorologista, os termômetros vão variar hoje entre 14 e 24 graus, com pancadas isoladas. No estado, a mínima no Sul, ao longo da Serra da Mantiqueira, será de 7 graus, com possibilidade de precipitações. No Norte, máximas de 32 graus, como em Pirapora, sem previsão de chuvas.

Fonte: Estado de Minas / Foto: Arquivo Lavras 24h

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *