9º BBM treina mais de mil pessoas em brigadas de incêndio

O Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais envidando esforços em responsabilidade social atuando como agentes multiplicadores da cultura prevencionista, cumpre sua missão de Proteção e Defesa Civil, realizando a ação de preparação da comunidade através de treinamentos e educação continuada na formação de brigadas de incêndio.

O curso formação de brigadas de incêndio possui carga horária mínima de 12 horas/aula, conforme Instrução Técnica nº 12 do CBMMG e NBR 14.276, com objetivo de capacitar os funcionários de empresas, escolas, hospitais, entre outros a atuarem preventivamente, evitando situações de riscos de incêndio, além do combate ao princípio de incêndio, realização de processos de evacuação de emergência e prestação de primeiros socorros, preservando a vida das pessoas e os bens de uma instituição.

Os bombeiros militares, durante o curso, repassam de maneira teórica e prática, conhecimentos voltados para prevenção e combate a incêndios, tais como: classes de incêndio, métodos de extinção de incêndio, prática com extintores e manobras com mangueiras. No que se refere a Atendimento Pré-Hospitalar, os temas abordados são: análise de vítimas, reanimação cardiopulmonar e prática de imobilização de vítimas.

Após o curso, todos recebem o certificado de brigadistas de incêndio que tem validade por até dois anos, não havendo objeções para a empresa solicitar uma educação continuada antes desse prazo de validade.

Até o momento, neste ano de 2018, o 9º BBM, que compreende as frações de bombeiro militar situadas em Varginha, Pouso Alegre, Lavras, São Lourenço, Itajubá, Três Corações e Extrema, e atende o total de 102 municípios no Sul de Minas, realizou o treinamento de 1.210 pessoas, em 58 cursos de formação e educação continuada de Brigada de Incêndio.

A média anual de pessoas treinadas em Brigada de Incêndio pelo 9º BBM, a partir de 2013 gira em torno de 1.200 pessoas. Tal preparação da comunidade reflete na diminuição dos incêndios urbanos e na melhoria da qualidade de vida da população, contribuindo para a formação de cidades resilientes.

Fotos: Divulgação Corpo de Bombeiros

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *