Premiê do Líbano revoga oficialmente seu pedido de renúncia

O primeiro-ministro do Líbano, Saad Hariri, revogou oficialmente seu pedido de renúncia nesta terça-feira (5).

O político havia anunciado sua decisão de deixar o cargo no dia 4 de novembro, durante uma viagem à Arábia Saudita, pegando o governo do país de surpresa.

Após a renúncia de Hariri, várias forças políticas libanesas, incluindo Aoun, acusaram o governo da Arábia Saudita de tê-lo forçado a deixar o cargo e de retê-lo contra a sua vontade. Riad diz que Hariri, principal político muçulmano sunita do Líbano e aliado saudita de longa data, renunciou por vontade própria e nega ter mantido o primeiro-ministro em seu território.

O primeiro-ministro libanês, Saad al-Hariri, aperta a mão do Rei Salman da Arábia Saudita em Riad, na Arábia Saudita, em 11 de novembro (Foto: Courtesy of Saudi Royal Court/Handout via Reuters)
O primeiro-ministro libanês, Saad al-Hariri, aperta a mão do Rei Salman da Arábia Saudita em Riad, na Arábia Saudita, em 11 de novembro (Foto: Courtesy of Saudi Royal Court/Handout via Reuters)

O primeiro-ministro libanês, Saad al-Hariri, aperta a mão do Rei Salman da Arábia Saudita em Riad, na Arábia Saudita, em 11 de novembro (Foto: Courtesy of Saudi Royal Court/Handout via Reuters)

Após quase três semanas em Riad, Hariri viajou a Paris, a convite do presidente Emmanuel Macron, voltou a Beirute em 21 de novembro.

No dia 22, Hariri anunciou que, após conversar com Aoun, decidir a adiar a renúncia, acatando um pedido deste.

A renúncia de Hariri trouxe o temor de que o Líbano, país de frágeis equilíbrios entre as suas diversas comunidades, caia de novo na violência. A Arábia Saudita sunita e o Irã xiita, dois pesos-pesados na região, enfrentam-se em vários conflitos do Oriente Médio, especialmente na Síria e no Iêmen.

Saad Hariri, filho do ex-premiê assassinado Rafic, nasceu em Riad e possui cidadania saudita e francesa, além da libanesa.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *