Países querem criar campo de refugiados fora da União Europeia

Alguns Estados-membros da União Europeia estão trabalhando para abrir um campo de acolhimento para solicitantes de refúgio em um país do continente, mas não pertencente ao bloco. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro da Dinamarca, Lars Lokke Rasmussen, que disse estar “otimista” com o projeto.

“Com base em minhas conversas com outros líderes europeus, espero que sejamos capazes de dar o primeiro passo neste ano”, disse.

No entanto, ele não especificou qual país estaria disposto a abrigar esse campo, dizendo apenas que se trata de um lugar “particularmente pouco atraente” para imigrantes e traficantes de seres humanos, o que desestimularia a viagem de quem não é alvo de perseguições em sua nação de origem.

O projeto, acrescentou Rasmussen, não está sendo elaborado pela União Europeia, mas sim por alguns países-membros do bloco, como Alemanha, Áustria e Holanda. Por meio desse sistema, uma pessoa que solicitasse refúgio na UE ficaria em um centro de acolhimento em um país terceiro até que o pedido fosse analisado.

Com exceção dos micro-Estados, apenas 14 países europeus não fazem parte do bloco: Albânia, Andorra, Belarus, Bósnia, Kosovo, Islândia, Macedônia, Moldávia, Montenegro, Noruega, Rússia, Sérvia, Suíça e Ucrânia.

Fonte: Notícias ao Minuto / Foto: Elias Marcou / Reuters

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *