Ordem para fechar metrô de Bruxelas em dia de atentados falhou

Passageiros caminham por trilhos após atentado no metrô de Bruxelas (Foto: Reuters)
Passageiros caminham por trilhos após atentado no metrô de Bruxelas (Foto: Reuters)

A ordem para fechar o metrô de Bruxelas, após a explosão no aeroporto, foi enviada para o e-mail errado, de acordo com uma comissão parlamentar que investiga os atentados de 22 de março.

Esse alerta para que as principais estações de metrô e de trem fossem fechadas foi enviada pelo centro federal de controle de crises às 8h50, segundo a CNN. Dezessete minutos mais tarde, às 9h07, a polícia federal enviou a ordem para um endereço errado do responsável pelo fechamento das estações.

Khalid El Bakraoui, de 27 anos, se explodiu com o artefato que carregava junto ao corpo em um vagão do metrô na estação de Maelbeek, que fica a poucos metros das sedes de instituições da União Europeia, deixando ao menos 20 mortos e mais de 100 feridos. O centro recebeu a comunicação da explosão na estação Maelbeek às 9h11.

No total, 35 pessoas morreram nos atentados no aeroporto e no metrô, segundo balanço divulgado dias após os ataques. A estação só foi reaberta em 25 de abril.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *