Na Cisjordânia e em Gaza, Palestinos são mortos em confrontos com o Exército israelense

Dois palestinos morreram nesta quinta-feira (11) em confrontos com o Exército israelense, um na fronteira com a Faixa de Gaza e outro na Cisjordânia ocupada.

Um deles, um adolescente de 16 anos, morreu depois de ser atingido por uma bala quando manifestava contra o reconhecimento de Jerusalém como a capital israelense pelos Estados Unidos, perto do campo de Al Barej, no enclave de Gaza, de acordo com o ministério da Saúde palestino.

Segundo a mesma fonte, ao menos outros dois palestinos ficaram feridos nesses confrontos.

O Exército israelense indicou que está investigando esses eventos.

Do mesmo modo, outro palestino morreu depois de ter sido baleado perto da cidade de Nablus, no norte da Cisjordânia ocupada, informou o ministério da Saúde palestino.

A agência palestina oficial WAFA afirmou que houve confrontos no local.

Pelo menos dezesseis palestinos e um israelense foram mortos desde a decisão do presidente americano Donald Trump, em 6 de dezembro. O reconhecimento de Jerusalém como capital de Israel é considerado polêmico, uma vez que os palestinos querem Jerusalém Oriental como capital de seu futuro Estado, e a comunidade internacional não reconhece a reivindicação israelense sobre a cidade como um todo.

Fonte: G1 Mundo / Foto:  AFP/Ahmad Gharabli

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *