Merkel e Schulz chegam a acordo para novo governo na Alemanha

A CDU (União Democrata-Cristã), partido de Angela Merkel, a União Social-Cristã (CSU), de Horst Seehofere, e o Partido Social-Democrata (SPD), de Martin Schulz chegaram, após várias semanas de impasse, a um acordo para a formação de um novo governo na Alemanha.

Segundo o Der Spiegel, que cita fontes que participaram nas negociações, o acordo foi estabelecido na madrugada desta quarta-feira.

O mesmo jornal alemão afirma que o SPD vai ficar com os três ministérios fundamentais: dos Negócios Estrangeiros,  das Finanças e do Trabalho.

As negociações para a formação do novo governo surgem depois de, em 21 de janeiro, o SPD ter decido, em congresso extraordinário, prosseguir com as negociações, após os sociais-democratas derrotados nas eleições de setembro terem afirmado que não renovariam a coligação com Merkel e que preferiam ficar na oposição.

Os meses que se seguiram foram de enorme impasse, sobretudo depois das negociações para a chamada coligação Jamaica serem frustradas. A CDU/CSU pretendia criar uma coligação com o Partido Democrático Liberal (FDP) e com os Verdes, no entanto, o acordo falhou.

O ‘aperto de mão’ entre Merkel e Schulz ainda terá de ser aprovado pelos membros da CDU mas, ao que tudo indica, não deverá haver grandes entraves à formação da nova coligação. Desde o início das negociações, as maiores reservas têm estado do lado do SPD, que teme ficar, novamente, refém dos conservadores.

Nesse sentido, os militantes sociais-democratas fizeram várias exigências a Schulz, nomeadamente a introdução de uma reforma do sistema de saúde e um enquadramento dos contratos de trabalho a termo certo.

Fonte: Notícias ao Minuto / Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *