Imprensa dos EUA divulga imagens de vítimas de atirador em cinema

policiaisA imprensa dos Estados Unidos divulgou nesta sexta-feira (24), imagens das duas vítimas de um atirador que abriu fogo em cinema da Louisiana na noite desta quinta-feira.

O caso aconteceu no cinema Grand Theatre da cidade de Lafayette, um município de 120 mil habitantes, por volta de 19h20 (20h20 em Brasília) enquanto era projetado o filme “Descompensada”, que tinha começado às 19h em uma sala com 100 pessoas.

O atirador foi identificado pela polícia local como John Russell Houser, de 59 anos. Ele se suicidou após os disparos. Outras nove pessoas ficaram feridas e foram hospitalizadas, sendo que uma delas está em condição crítica e outras duas receberam alta.

As vítimas foram identificadas como Mayci Breaux, de 21 anos, e Jillian Johnson, de 33 anos.

mayci

 

Mayci Breaux era de Franklin, no mesmo estado, e morreu na cena do crime. Ela era estudante da Louisiana State University Eunice e também trabalhava em uma loja de roupas feminas da cidade.

“Nada prepara você para uma perda… Muito menos a perda de uma jovem mulher tão incrível. Estamos profundamente tristes com a sua morte. Muito de vocês conheciam e amavam Mayci e pedimos a vocês que rezem por sua família e seus amigos nesse momento trágico”, diz nota de pesar da loja.

jilian

 

Já Jillian Johnson era de Lafayette e morreu após chegar a um hospital local. Ela era dona de uma loja de brinquedos e presentes junto com seu marido. “Nossos corações estão quebrados. Te amaremos para sempre. Ela era uma garota única. Uma mãe, filha, irmã e uma mulher verdadeiramente excepcional. Ela era uma artista, música, empresária e uma mulher renascentista”, diz o comunicado da loja em seu perfil no Facebook.

“Nossa família está reunida agora para lamentar nossa perda (…). Os nossos pensamentos estão com a família de Mayci Breaux e com o melhor amigo de Jilian, que estava no cinema com ela no momento do tiroteio”, diz a nota. “Este foi um ato sem sentido”.

Em entrevista coletiva, o chefe da polícia de Lafayette, Jim Craft, explicou nesta sexta-feira (24) que o homem morava em um motel da cidade desde meados de julho e que antes tinha vivido no estado do Alabama.

Segundo o governador da Louisiana, Bobby Jindal, Houser tinha a intenção de realizar o atentado e fugir, já que estacionou o carro perto da saída, mas acabou se matando ao ser cercado pela polícia.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *