Greve no Chile afeta voos de companhias aéreas brasileiras

aeroporto_guarulhosOs funcionários da Direção Nacional de Aeronáutica Civil do Chile (Dgac) iniciaram uma greve de 24 horas nesta terça-feira (15), o que afeta as decolagens e obrigou uma reprogramação de voos em todo o país.

Com isso, foram afetados voos da Gol, da TAM e da LAN. No caso da Gol, o voo G3 7663, de Santiago para Guarulhos, previsto para as 15h35 desta terça, irá decolar às 0h de quarta-feira (16), com previsão de chegada às 3h40. De acordo com a companhia, os clientes deste voo estão sendo avisados pela companhia sobre a alteração e receberão a assistência da empresa.

Em nota, a TAM e LAN informam que reprogramaram voos desde e para Santiago, e disponibilizaram voos adicionais para o dia 16 de setembro.

Situação no Chile
“A situação em geral nos aeroportos é de tranquilidade dentro de uma situação generalizada que afeta 100% de nossos aeroportos e aeródromos, que cancelaram as operações de saídas”, disse o diretor geral da Dgac, Maximiliano Larraechea à agência France Presse.

“Nas condições atuais, não vão acontecer decolagens, vamos atender apenas as chegadas”, disse, antes de explicar que serão permitidas “saídas e chegadas em situações que correspondam a emergências”.

A adesão à greve supera 90% dos mais de 3.000 funcionários responsáveis por áreas operacionais e administrativas nos aeroportos, segundo as autoridades.

As zonas de embarque e torres de controle são os setores mais afetados.

A paralisação afeta os aeroportos do país em um momento de muitas viagens, motivadas por um feriado local no fim de semana.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *