Exército sírio declara fim do cessar-fogo de 7 dias no país

O exército da Síria declarou nesta segunda-feira (19) que acabou o cessar-fogo de 7 dias acordado por Estados Unidos e Rússia no país, sem indicar se a trégua vai ser renovada.

Em um comunicado, a Síria disse que “grupos terroristas” – termo que o governo sírio usa para se referir a todos os insurgentes oposicionistas – falharam no compromisso com o acordo e o violaram 300 vezes, além de usar o período para renovarem seu armamento.

Os dois lados se acusam de ter cometido violações à trégua.

Mortes durante o cessar-fogo
O Observatório Sírio de Direitos Humanos (OSDH) revelou nesta segunda-feira (19) que 92 civis morreram na última semana na Síria nas áreas onde vigorou o acordo de cessar-fogo. Entre esses civis, pelo menos 29 eram menores de idade e 17 eram mulheres.

O OSDH lembrou que, após o início da trégua no último dia 12 às 19h locais (10h de Brasília), a primeira vítima mortal só foi registrada no quarto dia de interrupção das hostilidades.

Desde então, a organização documentou diariamente mortes causadas por violações do cessar-fogo por parte das forças governamentais e de grupos armados opositores, como disparos de artilharia e de franco-atiradores e bombardeios da aviação.

Incluindo o número de vítimas entre soldados do governo e da oposição, além dos civis, o número total de mortos chega a 110 nas áreas de aplicação da trégua na Síria.

Socorristas descansam em meio aos escombros de edifícios danificados após um ataque aéreo no bairro de Tariq al-Bab, que é controlado pelos rebeldes em Aleppo, na Síria (Foto: Abdalrhman Ismail/Reuters)
Socorristas descansam em meio aos escombros de edifícios danificados após um ataque aéreo no bairro de Tariq al-Bab, que é controlado pelos rebeldes em Aleppo, na Síria (Foto: Abdalrhman Ismail/Reuters)

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *