Erupção provoca retirada de mais de 10 mil pessoas do oeste da Indonésia

Mais de 10.000 habitantes de zonas vizinhas ao vulcão Sinabung, no oeste da Indonésia, foram retiradas de suas casas desde o início de junho por causa das violentas erupções.

Todos as pessoas foram alojadas em prédios públicos ou templos em Kabanjahe, uma cidade próxima na ilha de Sumatra.

Nesta terça-feira, o Sinabung registrava uma importante atividade vulcânica, projetando cinzas, pedras e fumaça a três quilômetros de distância, declarou uma fonte da estação de observação do Monte Sinabung, que fica a 2.500 metros de altitude.

Segundo a fonte, pode levar semanas até o vulcão voltar a se acalmar.

Em fevereiro de 2014, uma erupção do Sinabung causou a morte de 16 pessoas.

Sinabung é um dos 129 vulcões ativos na Indonésia, um arquipélago situado no chamado “cinturão de fogo do Pacífico”.

O vulcão Merapi, o mais ativo do país e localizado na ilha de Java, a 2.900 metros de altitude, registra desde 2010 uma série de erupções que já causaram a morte de 350 pessoas. As imagens do vulcão de longe mostram a chamada nuvem piroclástica, fenômeno natural que arrasta cinzas em um fluxo de gás a até 1500°C e podendo atingir grandes velocidades.

4255628_x240

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *