Coronavírus fora de controle pode proibir brasileiros em outros países

A falta de uma política clara de controle do coronavírus no Brasil -e a aceleração dos contágios nas últimas semanas – pode fazer com que brasileiros acabem sendo barrados em países europeus quando viagens internacionais forem retomadas.

Um dos principais critérios adotados pela União Europeia nas orientações divulgadas nesta quarta-feira (13) para a reabertura de fronteiras internas é que sejam recebidos moradores de Estados com “uma situação epidemiológica em evolução positiva e semelhante” em relação à Covid-19 (doença provocada pelo coronavírus), com a consolidação de “uma taxa de transmissão suficientemente baixa”.

Indicador monitorado na maioria dos países europeus, a taxa de contágio (Rt) indica para quantas pessoas, na média, cada infectado transmite o coronavírus. Quando ela está acima de 1, a doença está fora de controle e a infecção está se acelerando.

O problema para os brasileiros que é a taxa de contágio estimada para o Brasil não só é o dobro do considerado minimamente aceitável como também está entre as mais altas entre 54 países acompanhados pelo Imperial College (centro de referência no controle de epidemias), segundo estudo publicado nesta quarta.

O centro calcula para o Brasil um Rt de 2: ou seja, cada brasileiro infectado transmite o coronavírus para outras duas pessoas, que por sua vez transmitem para mais duas, provocando um crescimento exponencial do número de casos.

Além disso, o Brasil deve apresentar o maior aumento no número de mortes semanais: a estimativa é que elas dobrem, chegando perto de 7.800 na semana, segundo o Centro de Análise Global de Doenças Infecciosas (CAGDI) do Imperial College.

Fonte: Notícias ao Minuto/Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *