Após terremoto, Itamaraty diz que fez contato com 54 brasileiros no Nepal

Um dia após um terremoto de magnitude 7,8 estremecer o Nepal e a Índia, a embaixada do Brasil em Katmandu ainda tenta localizar todos os brasileiros que estavam na região durante o tremor de terra. Até o final da manhã deste domingo (26), o Palácio do Itamaraty já havia contatado 54 cidadãos do Brasil localizados na área do terremoto. A chancelaria informa que tomou conhecimento da presença de 79 brasileiros no Nepal no dia do abalo sísmico.

terremoto_nepal-v5Ao G1, a assessoria do Itamaraty ressaltou que os diplomatas seguem em busca de brasileiros em hotéis, agências de turismo e hospitais do país asiático. Ainda de acordo com o Ministério das Relações Exteriores, familiares de cidadãos do Brasil que estavam na região atingida pelo tremor entraram em contato com a embaixada em Katmandu para solicitar informações sobre os parentes ou para dizer que já haviam localizado e que eles passavam bem.

Devido às dificuldades de comunicação com o Nepal, já que parte das redes de telefonia do país asiático foi destruída pelo tremor, o Itamaraty destaca que o número de brasileiros na região pode ser maior ou menor do que os 79 registrados pelos diplomatas.

Até o momento, o governo brasileiro não registra nenhum caso de brasileiro ferido ou morto em razão do terremoto. Nos outros países que também foram atingidos pelo tremor, não há relato de brasileiro que não tenha sido localizado ou que esteja morto, ressaltou o Itamaraty.

Desde sábado, os incidentes envolvendo cidadãos do Brasil, segundo o Itamaraty, têm se restringido à perda de documentos. Para regularizar a situação dos turistas brasileiros, a chancelaria em Katmandu tem atuado em regime de plantão ao longo do fim de semana para prestar o apoio consular, especialmente para confeccionar os novos passaportes.

A sede da embaixada do Brasil no Nepal não sofreu avarias graves por contra do tremor de terra. Conforme o governo, apenas um muro externo da chancelaria apresentou uma rachadura depois do terremoto.

O abalo sísmico deste sábado deixou mais de 2,2 mil mortos e milhares de feridos. O terremoto foi o pior a atingir o Nepal em 80 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *