Visando o UFC San Francisco, Mackenzie Dern menciona oferta para enfrentar Amanda Ribas

Evelyn Rodrigues

Ansiosa para retornar aos ringues Mackenzie Dern, a peso-palha fez sua última aparição no octógono em maio de 2018, no UFC 224, quando derrotou Amanda Cooper por finalização no Rio de Janeiro.Após sua vitória, ela tirou um tempo de licença pra se dedicar à gravidez. Agora que a filha Moa, fruto de seu relacionamento com o surfista Wesley Santos, está com seis semanas, a lutadora está focada em recuperar a forma física e em chegar ao topo do peso-palha do UFC.

E se depender de Mackenzie, seu retorno já há data e local: dia 12 de outubro, em San Francisco, na Califórnia (EUA). Com a presença da multicampeã de jiu-jítsu no card, porém, depende de liberação do Ultimate, principalmente por conta dos problemas anteriores da lutadora com o corte de peso (foram três falhas na balança em sete lutas no MMA).

Em sua passagem relâmpago de um dia por Las Vegas, a lutadora se submeteu a uma série de testes no Instituto de Performance do UFC, que podem determinar se ela terá condições físicas de bater o peso de forma saudável para sua próxima luta (e se ela será permitida a voltar a lutar na data em que almeja).

A lutadora mencionou quem será sua provável próxima adversária:

“Ah eles estavam falando da Amanda Ribas. Eu sei que ela acabou de fazer a estreia dela, ganhou por finalização. Esse é o nome que chegou em mim, não sei nem se falaram com ela, não sei nada disso ainda. Não sei se vão me dar essa luta. Mas esse é o único nome que chegou até mim e acho que seria uma luta muito legal. Acho que o forte dela é chão e seria bem legal de ver eu e ela fazendo trocação e eu e ela no chão. Então, vamos ver… Eu nem tinha pensado em lutar com uma brasileira tão perto, tão próximo. Mas faz parte, tem vários exemplos como o Sérgio Moraes com o Warlley Alves, então acontece…mas vai ser bom, a gente vai fazer a luta de qualquer forma.” Disse a lutadora ao Combate.

Em relação ao seu futuro na organização, Mackenzie garante que a chegada de Moa somente serviu para motivá-la ainda mais a seguir firme no sonho de chegar ao topo da categoria peso-palha do UFC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *