Tricordiano dispensa jogadores, mas ainda sonha com vaga na Série D

Após uma campanha muito irregular e cheia de polêmicas no Campeonato Mineiro, o Tricordiano venceu o Atlético-MG na última rodada e se salvou do rebaixamento. No entanto, sem se classificar para as semifinais ou conquistar uma vaga para disputa da Série D, os jogadores foram liberados, já que os contratos se encerram automaticamente nos próximos dias.

Tricordiano se salvou na última rodada após bater o Atlético-MG (Foto: Reprodução)
Tricordiano se salvou na última rodada após bater o Atlético-MG (Foto: Reprodução)

O técnico Paulo César Catanoce, que assumiu o comando da equipe com o Estadual já em andamento, elogiou o comprometimento dos atletas, nesta segunda-feira (11).

– No final das contas, deu tudo certo. Os jogadores estão de parabéns, o comportamento que eles tiveram.

O treinador disse ainda que o clube ainda aguarda uma definição dos times mineiros que se classificaram para a Série D. O Galo de Três Corações tem a esperaça que um dos três times – URT, Caldense e Villa Nova-MG – desista da disputa e que assim o clube possa ficar com a vaga.

– De repente pode estar tendo uma desistência, então o Tricordiano vai pleitear essa vaga e tomara que consiga, até para dar seguimento ao trabalho, para que o clube se mantenha em atividade, para que se fortaleça ainda mais, se estruture ainda mais – disse Catanoce.

Sequência da temporada
O diretor de futebol do clube, Rachid Gabdem, afirmou que, caso o clube consiga uma das vagas, o time vai ser definido sem problemas.

catanoce_2
Técnico Paulo César Catanoce deixou o futuro no Tricordiano em aberto (Foto: Reprodução EPTV)

– Os jogadores já ficaram de sobreaviso. Caso aconteça, vamos conversar e se for de comum acordo, já renovamos para a disputada da Série D. Nossa intenção é poder contar com pelo menos parte do grupo.

– É manter um elenco principalmente, com peças de reposição à altura dos jogadores, haja vista que nós tivemos ontem três atletas que entraram no decorrer do jogo, que fizeram a diferença. São jogadores que fizeram parte do grupo ao longo da competição e que sempre ajudaram – disse Catanoce.

O treinador, no entanto, deixou o próprio futuro em aberto em relação ao Tricordiano.

– Existe a possibilidade de permanecer, vai depender de muita conversa. Agora é tirar o estresse um pouquinho, dar uma comemorada, dar uma aliviada aí, principalmente uns dois, três dias, e depois voltar ao normal para a gente decidir se vai permanecer o trabalho no Tricordiano ou se nós vamos para outro clube – concluiu.

Torcida do Tricordiano (Foto: Reprodução EPTV)
Tricordiano ainda sonha com vaga para a disputa da Série D (Foto: Reprodução EPTV)

Fonte: Globo Esporte/Sul de Minas

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *