Tradição e títulos em campo: Cruzeiro e Palmeiras abrem semifinal da Copa do Brasil

Dois dos maiores clubes brasileiros, Cruzeiro e Palmeiras começam a definir nesta quarta-feira, a partir das 21h45, em São Paulo, quem avançará à final da Copa do Brasil de 2018. Ambos têm tradição na competição: enquanto a Raposa ganhou cinco títulos (1993, 1996, 2000, 2003 e 2017), o Verdão faturou três (1998, 2012 e 2015). Os times ainda se enfrentaram em duas decisões, com uma vitória para cada lado (1996 e 1998), e em duas etapas anteriores, com uma classificação para os mineiros, nas quartas de final de 2017, e outra para os paulistas, nas oitavas de final de 2015. Além disso, as duas equipes são as únicas no país que conciliam a Copa do Brasil com a Série A e a Copa Libertadores, mostrando a força de cada um.

O equilíbrio histórico e o momento bom de ambos só aumentam a expectativa de confronto acirrado, principalmente porque os jogadores conhecem bem o clube rival. Afinal, os celestes contam com quatro ex-palmeirenses, sendo três vindos diretamente da Academia de Futebol, na Barra Funda, para a Toca da Raposa II: Leo, Egídio e Robinho. Já os paulistas têm nada menos que seis ex-cruzeirenses, sendo três saídos diretamente do CT azul: Diogo Barbosa, Mayke e Willian. Para completar, contam com dois jogadores acostumados a duelos contra o Cruzeiro – o lateral-direito Marcos Rocha, revelado pelo Atlético, e o volante Moisés, formado no América. Fora de campo, o diretor de futebol Alexandre Mattos foi bicampeão brasileiro pela Raposa em 2013/14, enquanto o técnico Luiz Felipe Scolari comandou a equipe celeste entre 2000 e 2001.

Tudo isso faz com que ambos os lados busquem estratégias que possam surpreender o adversário, ainda que seja bem difícil. Por isso, todos sabem que será preciso dar algo a mais para abrir vantagem para o jogo de volta, marcado para o dia 26 (quarta-feira), no Mineirão. “Vamos entrar bem concentrados, para buscar conseguir uma boa vantagem aqui”, afirma o armador Thiago Neves, que além do título do ano passado, com o Cruzeiro, foi campeão da Copa do Brasil pelo Fluminense, em 2007.
Como todos os cruzeirenses, ele comemora o fato de a equipe celeste ter jogadores importantes, como o armador De Arrascaeta e o volante Lucas Romero, novamente à disposição. “É bom quando você tem o grupo todo, o Mano confia em todo mundo, sabe com quem ele pode contar nas posições. Estamos todos aqui, fortes e concentrados para conseguir fazer um bom jogo, que é o que importa pra gente. Vamos ter que ter bastante paciência, será um jogo de detalhes. Quem conseguir aproveitar melhor as chances vai conseguir a vantagem”, diz o camisa 30, acostumado a grandes decisões.
Dúvida no ataque
Com a volta dos atletas que estavam no departamento médico, o técnico Mano Menezes tem quase o grupo todo à disposição. Mas dúvida ele só parece ter no ataque, entre o experiente Barcos, que se destacou no futebol brasileiro atuando justamente pelo Palmeiras (31 gols em 61 jogos entre 2012 e 2013), e o jovem Raniel. Fica também uma incerteza em relação a Dedé, que defendeu a Seleção Brasileira no amistoso contra El Salvador, nos Estados Unidos, e viajou de volta ao Brasil para se juntar à delegação cruzeirense.
No ano passado, quando os rivais fizeram o jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, no Allianz Parque, protagonizaram grande jogo. O time celeste chegou a abrir 3 a 0 no primeiro tempo, mas os paulistas reagiram e, com gols na etapa final, conseguiram o empate. No jogo de volta, mais emoção, pois o gol que deu o empate por 1 a 1 e a consequente classificação ao Cruzeiro só saiu aos 39min do segundo tempo, marcado pelo lateral-esquerdo Diogo Barbosa, hoje no time paulista.
Palmeiras pode ter mais dois desfalques
Sem o volante Felipe Melo e o atacante Deyverson, suspensos, além do armador Gustavo Scarpa, que segue se recuperando de inflamação no calcanhar, o Palmeiras pode ficar sem outros dois jogadores no jogo de hoje contra o Cruzeiro. O volante Bruno Henrique e o atacante Borja, ambos com incômodo na panturrilha, não apareceram no campo da Academia de Futebol nessa terça-feira para participar do último treino antes da decisão. Ao menos enquanto a imprensa teve autorização para permanecer no local, fazendo aumentar o mistério por parte do técnico Luiz Felipe Scolari. Jean e Hyoran estão de prontidão.

Flamengo x Corinthians

Também nesta quarta-feira, às 21h45, no Maracanã, Flamengo e Corinthians fazem o jogo de ida da outra semifinal da Copa do Brasil em meio a polêmica. Além de reclamar da escalação do árbitro Bráulio da Silva Machado (SC), os rubro-negros questionam a presença de Fagner, que não se apresentou à Seleção Brasileira por estar contundido. A previsão é que ele estivesse liberado na semana que vem, mas deverá ser utilizado pelo Timão, que se defende dizendo que o departamento médico trabalhou bem e conseguiu recuperar o lateral-direito.
Fonte: Super Esportes / Foto: Bruno Haddad

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *