Semel Varginha irá participar do 14º Festival de Atletismo de Pouso Alegre; Delegação contará com ex-atleta olímpico

Redação CSul – Alisson Marques 

O Atletismo da Semel Varginha participará da 14ª edição do Festival de Atletismo de Pouso Alegre, evento que ocorrerá no próximo dia 28/03.

A competição terá como sede o Estádio Manduzão.

Participam do evento atletas nascidos a partir de 2008 até a categoria adulta. A competição será disputada em várias categorias: provas de velocidade, meio fundo, fundo, saltos, arremessos e lançamentos.

Alexis e atletas de atletismo da Semel Varginha/Foto: Divulgação

A Semel irá para a competição com uma delegação de 35 atletas. No entanto, entre eles, um ex-competidor olímpico, Jonathan Henrique Silva. O atleta varginhense irá participar na categoria adulto do salto em distância e altura.

Jonathan Henrique Silva

Ex-atleta profissional de atletismo na modalidade de salto triplo, Jonathan, hoje com 28 anos, teve uma ascensão meteórica na carreira. Em 2004, ainda com apenas 13 anos, o jovem varginhense dava seus primeiros passos, ou melhor seus primeiros saltos na carreira. O começo de Jonathan foi treinando na SEMEL de Varginha, com o técnico Clóvis Milleu, que segundo o próprio Jonathan foi um dos seus principais percussores na jornada esportiva.

O ainda adolescente na época, tinha sonhos grandes e ambiciosos para carreira no esporte, entretanto seu coração ficava dividido entre futebol e atletismo, foi quando ele decidiu pelo atletismo. A partir daí, uma nova meta foi lançada para Jonathan, meta essa que ele mesmo colocou na sua vida, que era de conseguir medalhas em nível nacional e até mesmo internacional. Ele já não queria ficar apenas em âmbito municipal e estadual disputando competições regionais.

Em 2007, Jonathan foi para a disputa do Campeonato Brasileiro de Menores, mas não conseguiu medalhas; no mesmo ano disputou o Campeonato Brasileiro Escolar, na Paraíba e novamente o resultado foi sem premiações. Jonathan não desistiu, ao contrário, se motivou ainda mais pela busca de seu sonho.

No ano de 2008 uma grande porta se abriu para aquele jovem de 17 anos, tratava de um convite para morar e treinar no Centro de Excelência de São Paulo, o antigo Projeto Futuro e lá se foi o jovem atrás de seu grande objetivo.

Jonathan é enfático em dizer que a base de treinamentos adquirida com Clóvis Milleu foi fundamental para todo avanço de sua carreira. Já em São Paulo, ele passaria de atleta ainda amador, para um nível mais avançado de treinamento e enfim os resultados começaram a aparecer. Campeão Brasileiro de Menores, depois Pan-americanos de Menores, entre outras conquistas. No final daquela temporada, Jonathan subiu mais um degrau na sua vida atlética, o atleta já era considerado “juvenil” – uma outra categoria devido a idade e mais uma vez os resultados foram os melhores possíveis, como: Finalista Mundial, campeão Pan-Americano e líder do ranking nacional da categoria.

Os anos de 2009 e 2010 foram difíceis para Jonathan, várias lesões o afastaram das pistas, contudo ele ainda conseguiu ser campeão em torneios de menores expressões.

Já recuperado das lesões foi a hora de sua carreira alcançar o ponto máximo. Em 2011 e 2012 o auge do sucesso batia à sua porta, após conseguir o índice olímpico para Londres 2012. Naquela altura ele já era considerado um dos melhores na modalidade, em 7º no ranking da IAAF (maior instituição do atletismo).

Era a hora de seu maior de desafio, as Olimpíadas de Londres. Talvez o resultado não tenha sido o esperado, no entanto para Jonathan a experiência foi muito boa, válida e única.

Jonathan competindo pelas Olimpíadas em Londres 2012/Foto: Getty Imagens

Contudo, os próximos anos seriam os mais difíceis para Jonathan. A carreira de um atleta de alto rendimento é movida não apenas pelo físico, mas também pela mente, e foi aí que ele encontrou sua maior barreira na vida, em meados de 2014 até o começo de 2015, o ex-atleta olímpico encarou uma depressão que o afastou de vez dos esportes.

Em 2016, o fim da carreira como atleta profissional. Jonathan conta que no começo muita gente não sabia o motivo dessa decisão, e até hoje pessoas perguntam o porquê de ter largado o esporte que naquele momento era seu auge. “Não é fácil cara, atletas de alto nível tem de seguir uma linha reta, onde físico e mente devem andar juntos, caso contrário você não conseguirá mais nada. Eu até estava bem fisicamente, porém minha mente não estava mais focada no esporte, e foi quando eu decidi por me aposentar dessa vida”, disse Jonathan.

Motivação do treinador Alexis

Alexis se mostra ainda mais motivado para esse torneio. A Semel é uma reconhecida vencedora na modalidade e com a chegada de Jonathan para o grupo a chance de medalhas sobe ainda mais. O treinador falou sobre a importância de ter um ex-atleta olímpico na delegação e sua satisfação por te-ló em sua equipe. “Será muito importante a participação do atleta junto à nossa equipe, pois ele poderá estar passando novas experiências para os iniciantes e mostrando que é possível sim chegar longe quando se tem talento e comprometimento.” – Disse o treinador.

Essa será a última competição de Jonathan que, segundo Alexis o próprio atleta disse que estará se despedindo do atletismo e ‘aposentando as sapatilhas’.

Fonte: Jornal Podium

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *