Sassá, Mayke e Diogo Barbosa serão julgados pelo STJD por briga na semifinal da Copa do Brasil

Sassá, do Cruzeiro, Mayke e Diogo Barbosa, do Palmeiras, serão julgados pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na próxima quinta-feira, às 14h (de Brasília), pela briga na partida de volta da semifinal da Copa do Brasil. Os jogadores devem ser enquadrados no artigo 254-A do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD). Sassá, de qualquer maneira, está fora do primeiro jogo da final, contra o Corinthians, já que cumpre suspensão automática.

No código, o artigo 254-A diz respeito à prática de agressão física durante a partida, prova ou equivalente. A punição prevista é de suspensão de quatro a doze partidas. A procuradoria do STJD pede que Sassá seja ”punido de forma diferenciada por ter cometido infração com gravidade maior que os demais atletas”.

Ainda em relação à partida, Cruzeiro e Palmeiras podem ser multados por atraso na volta para o segundo tempo. Os dois clubes foram denunciados no artigo 191, inciso III, que diz respeito às infrações relativas à administração desportiva, às competições e à justiça desportiva. Por terem entrado com atraso, Cruzeiro e Palmeiras podem ser multados em até R$1 mil reais (por minuto de atraso).

Decisão sobre o clássico

Sassá ainda será julgado pelo STJD, mas, enquanto isso, o Pleno do tribunal tomou uma decisão que pune o Cruzeiro em relação a outro incidente. Antes do clássico contra o Atlético-MG, no dia 16 de setembro, no Mineirão, a Raposa foi denunciada por definir preços abusivos para os torcedores visitantes. A decisão do Pleno do STJD sobre isso foi publicada nesta sexta-feira, e o Cruzeiro terá que pagar multa no valor de R$ 328.800.

Fonte: Globo Esporte / Foto: Fernando Calzzani / Photopress / Estadão Conteúdo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *