Sampaoli não é mais treinador do Santos

Chegou ao fim o casamento entre Sampaoli e Santos, o treinador argentino decidiu por não ficar no clube da baixada santista. O comunicado do Santos, saiu na manhã desta quarta-feira (11).

Sampaoli chegou ao Santos no fim de Dezembro, disputou o Paulistão, Copa do Brasil, Copa Sulamericana e Brasileirão, na equipe da baixada foram 65 jogos e um retrospecto bastante positivo: 35 vitórias, 15 empates e 15 derrotas, um aproveitamento de 61,5%; Além disso a passagem do técnico argentino resultou na maior pontuação da história do clube desde 2006.

Mesmo com dificuldades em competições mata-a-mata, Sampaoli era adorado pela torcida santista, com um futebol ofensivo ganhou torcedores e admiradores não apenas santistas, como no geral.

A saída de Sampaoli era iminente após desgaste com o presidente José Carlos Pérez, a preocupação com a montagem do elenco e o investimento reduzido foram os principais fatores da saída do treinador. Em nota o Santos Futebol Clube, manifestou sobre o fato  “O Santos FC comunica que, na data de 09/12/2019, em reunião realizada pela manhã no CT Rei Pelé, o treinador Jorge Sampaoli pediu demissão do cargo. Uma vez comunicada a demissão pelo treinador, o caso foi entregue aos departamentos jurídico e de recursos humanos do Clube. O Santos FC agradece ao treinador Jorge Sampaoli pelo trabalho realizado na temporada de 2019″.

No entanto, Sampaoli negou que tenha pedido demissão. O acordo original previa multa de rescisão de R$ 10 milhões. Sampaoli pediu que a cláusula fosse retirada do acordo, mas Peres, quando questionado sobre o assunto, negou que o pedido tenha sido atendido. O treinador se recusou a responder, alegando “confidencialidade”. Há, porém, quem garanta que a cláusula é válida até o fim deste ano.

O treinador argentino surge como favorito para assumir o Palmeiras, mais segundo fontes do clube à pedida de 2R$ milhões de Sampaoli assustou a cúpula paulista, que ainda assim não desistiu do técnico para o cargo.  O Santos irá buscar um novo nome no mercado.

 (Foto: Ivan Storti/Santos FC)

Redação CSul – Alisson Marques

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *