Russa suspensa por dois anos terá decisão do CAS anunciada em outubro

Maria Sharapova durante coletiva em 7 de março (Foto: Getty Images)
Maria Sharapova durante coletiva em 7 de março (Foto: Getty Images)

Maria Sharapova terá que aguardar mais um pouco para definir os próximos dois anos de sua carreira de tenista. É que a Corte Arbitral do Esporte (CAS) divulgou que só anunciará na primeira semana de outubro o resultado da ação da russa conta sua suspensão de dois anos, imposta pela Federação Internacional de Tênis (ITF). Sharapova foi punida pela ITF, em junho, após ser pega no exame antidoping pelo o uso de meldonium, substância que entrou na lista de proibições da Agência Mundial Antidoping (Wada) em 1º de janeiro.

No dia 7 de março, Sharapova convocou uma coletiva de imprensa onde anunciou que havia caído no exame antidoping por uso da substância meldonium durante o Aberto da Austrália. A ITF explicou o caso em comunicado oficial, afirmando que a russa foi pega no doping coletado no dia 26 de janeiro. A tenista foi notificada no dia 2 de março e admitiu a presença da substância proibida. Desde então, ela estava suspensa de forma provisória.

Em abril, a Agência Mundial Antidopagem (Wada) deu a possibilidade de anistiar a punição de alguns dos atletas punidos pelo uso da substância meldonium, já que ainda não foi possível determinar por quanto tempo ela ficaria no corpo humano após a interrupção do uso. O meldonium passou a ser proibido na cartilha de 2016 da Wada e atletas que testaram positivo antes de 1º de março poderiam ser anistiados. Sharapova, contudo, admitiu que continuou usando o meldonium após esta data.

Fonte: Globo Esporte

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *