Palmeiras continua líder em mais uma rodada péssima para os mineiros no Brasileirão

Cruzeiro perde para Chapecoense em casa e fica perto do Z4, enquanto Atlético-MG perde para o Grêmio no Sul

Parece que o Cruzeiro não conseguiu ainda encontrar um bom caminho no Brasileirão 2019. Jogando no Independência, a equipe foi derrotada pela Chapecoense, e ficou muito perto do Z4 (se Avaí e CSA vencerem seus compromissos hoje às 20h, o Cruzeiro pode ficar ainda mais pressionado). A raposa completou três derrotas seguidas no Brasileirão e tem a pior defesa do campeonato, com 13 gols sofridos. Os gols da Chape foram marcados por Rildo e Diego Torres. Thiago Neves fez para o time mineiro.

Marcio Cunha/Chapecoense

Enquanto isso, mesmo com altos e baixos em alguns jogos, o Galo, que saiu derrotado para o Grêmio no Rio Grande do Sul, está na vice-liderança, mas pode ser ultrapassado pelo Goiás, que joga hoje às 20h contra o CSA, em Alagoas. O confronto na Arena foi um domínio praticamente total do Grêmio sobre o Atlético. O gol foi marcado por Felipe Vizeu, no início do segundo tempo. O Tricolor gaúcho parou em Victor e na pontaria ruim de André, que perdeu um pênalti no primeiro tempo. Totalmente apático, o Galo esboçou uma reação no fim, mas sem sucesso.

Diego Vara/BP Filmes

O líder Palmeiras e o terceiro colocado Corinthians também fizeram bons jogos na rodada. A equipe alviverde venceu o Botafogo, por 1×0, em Brasília. O Palmeiras martelou, martelou, mas precisou do VAR para conseguir a vitória. O gol marcado por Gustavo Gómez veio num pênalti de Gabriel em Deyverson, só percebido após o árbitro revisar o lance.

Já o timão derrotou o frágil São Paulo, que caiu para 4º. Pedrinho, aos seis minutos do primeiro tempo, marcou o único gol do Majestoso que levou a equipe ao terceiro triunfo seguido na temporada. Antes invicto no torneio, o Tricolor não vence há três jogos e atinge seu momento mais difícil sob o comando de Cuca.

Marcos Ribolli

Flamengo e Athletico-PR protagonizaram um jogão de duas viradas na tarde deste domingo no Maracanã. Melhor para o Rubro-Negro carioca, que abriu o placar com Gabigol e venceu com dois gols nos minutos finais de Bruno Henrique e Rodrigo Caio: um 3 a 2 que alivia um pouco a pressão sobre Abel Braga, xigado pela torcida mesmo após o triunfo. O Furacão, que entrou em campo com só três titulares por priorizar a Recopa Sul-Americana, fez dois com Marcelo Cirino e esteve perto muito perto de ganhar.

André Durão / GloboEsporte.com

Classificação

Fonte: Globo Esporte / Foto:  Carlos Costa/Futura Press

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *