Obra da Arena do Galo tem previsão para começar em agosto

Durante a reunião do Conselho deliberativo do Atlético, na noite dessa segunda-feira, houve uma apresentação do cronograma da construção da Arena MRV, com a projeção do início das obras para o mês de agosto.

Os responsáveis pela exibição dos dados foram representantes da Racional Engenharia Ltda, empresa que assumirá a obra, e o presidente da MRV, Rafael Menin, que assumiu função estratégica na construção do estádio.
De acordo com o presidente do Conselho administrativo do Atlético, Rodolfo Gropen, os conselheiros serão os fiscalizadores da obra.
“Houve uma apresentação do estágio atual do cronograma. A apresentação foi feita pela empresa responsável, que explicou o que era a empresa e o processo de construção. Segundo cálculo do Rafael Menin, os trabalhos vão começar no inicio de agosto. Mas é uma projeção feita por ele. Estamos caminhando de acordo com as normas, sem dar um passo maior do que podemos. O que foi acertado é que o Conselho vai acompanhar a obra em todos os sentidos”, frisou Gropen.

Andamento do processo da Arena MRV

O projeto do Atlético para a construção da Arena MRV foi protocolado na Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMMA) no dia 10 de março. O órgão, responsável por licenciamento, fiscalização e controle das atividades de impacto ambientais em Belo Horizonte, concedeu licença prévia para o projeto do estádio do Galo.
Para o início das obras também é necessária a aprovação da Câmara Municipal de Belo Horizonte – a votação ainda não tem data definida. É preciso que a maioria dos 41 parlamentares vote positivamente para a construção do estádio.
O projeto da Arena MRV foi aprovado pelo Conselho Deliberativo do clube no dia 18 de setembro do ano passado. Ao todo, 389 conselheiros tiveram direito a participar da votação. Foram 325 votos a favor e apenas 12 contra. A maioria esmagadora concordou com a proposta da venda de 50,1% do Diamond Mall para a Multiplan, por R$ 250 milhões, a serem investidos na construção da arena, orçada em R$ 410 milhões. O restante do valor será pago por investidores (R$ 60 milhões pelos naming rights adquiridos pela MRV e R$ 100 milhões de cadeiras cativas – 60% dessa quantia já está garantida por negociação com o BMG).
A Arena MRV, do Atlético, será o 10º maior estádio do Brasil em capacidade. O clube informou que o projeto do empreendimento foi alterado para elevar a capacidade de 41.800 para 47 mil lugares.
Fonte: Super Esportes / Foto: Reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *