Nuzman envia carta ao COI pedindo as medalhas herdadas de Pequim 2008

Thaisa recebe o bastão de Lucimar na final olímpica de 2008 (Foto: Divulgação/COB)
Thaisa recebe o bastão de Lucimar na final olímpica de 2008 (Foto: Divulgação/COB)

Nesta quinta-feira, o presidente do Comitê Olímpico do Brasil (COB), Carlos Arthur Nuzman, enviou uma carta ao COI (Comitê Olímpico Internacional) indagando quando que as medalhas herdadas nos Jogos de Pequim 2008 serão entregues às brasileiras. Há pouco mais de um mês, o Comitê Olímpico Internacional (COI) oficializou que a Rússia perdeu a medalha de ouro conquistada no revezamento 4x100m do atletismo da Olimpíada de Pequim. Isso porque uma das atletas, Yuliya Chermoshanskaya, foi pega no doping. Nesta prova, o Brasil havia ficado em quarto lugar.

– Soubemos da desqualificação da equipe russa e como o Brasil terminou na quarta posição, gostaríamos de saber quando as medalhas serão entregues – escreveu Nuzman na carta, que poder ser lida na íntegra aqui.

Na ocasião, o time brasileiro formado por Rosemar Coelho Neto, Lucimar de Moura, Thaissa Presti e Rosângela Santos fez o tempo de 43s14, atrás da Rússia (42s31), Bélgica (42s54) e Nigéria (43s04).

Se o bronze for confirmado para o Brasil, será a 16ª medalha do país nos Jogos Olímpicos de Pequim. São, no momento, três ouros, quatro pratas e oito bronzes.

O Comitê Olímpico Internacional pediu, na ocasião, à Federação Russa de Atletismo e ao Comitê Olímpico da Rússia que as medalhas de ouro das quatro atletas sejam devolvidas à entidade. Além disso, solicitou à Federação Internacional de Atletismo (IAAF, na sigla em inglês) que atualizasse o resultado final da competição. Isso ainda não foi feito no site oficial da entidade.

Fonte: Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *