Morre o técnico Valdir Espinosa, aos 72 anos

Morreu nesta quinta-feira (27) Valdir Espinosa, técnico campeão do mundo com o Grêmio em 1983, aos 72 anos de idade.

Atualmente, Espinosa trabalhava como coordenador de futebol do Botafogo, clube pelo qual conquistou o Campeonato Carioca de 1989. Ele passou por uma cirurgia no abdômen há duas semanas, foi internado novamente depois e morreu em decorrência de complicações da operação.

A informação da morte foi confirmada pelo vice-presidente de futebol do Botafogo, Ricardo Rotenberg.

Gaúcho de Porto Alegre, Valdir Espinosa teve uma curta carreira como jogador. Lateral-direito, começou sua trajetória em 1970, no Grêmio, e passou ainda por CSA, Esportivo-RS e Vitória antes de pendurar as chuteiras.

Sua maior contribuição ao futebol foi como treinador. No Grêmio, foi campeão da Libert adores e do Mundial em 1983, comandando o então jovem ponta-direita Renato Gaúcho.

Juntos, foram campeões também da Copa do Brasil de 2016. Na ocasião, Espinosa era o coordenador técnico tricolor, e Renato, o técnico.

Além das glórias no clube gaúcho e do Carioca conquistado com o Botafogo, que encerrou uma fila de 20 anos no clube carioca, conquistou estaduais também por Ceará, Londrina e Brasiliense.

Fora do país, trabalhou no futebol japonês, na Arábia Saudita e no Paraguai. No paraguaio Cerro Porteño, foi bicampeão nacional, ganhando o carinho dos torcedores do clube.

Fonte: Notícias ao Minuto/Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *