Morre ex-dirigente do Comitê Olímpico Brasileiro, aos 90 anos

O ex-dirigente do COB (Comitê Olímpico Brasileiro) André Richer morreu nessa terça, aos 90 anos, no Rio de Janeiro. O ex-atleta de remo atuou em diretorias do comitê por 26 anos, de 1990 a 2016.

Richer chegou a presidir a entidade na década de 90 (1990-1995) e foi sucedido por Carlos Arthur Nuzman.

Em três Jogos Olímpicos (Moscou-1980, Los Angeles-1984 e Seul-1988), Richer ficou à frente das delegações brasileiras, como chefe de missão.

“Richer teve uma vida inteiramente dedicada ao esporte. Líder nato desde os tempos de atleta olímpico, dedicou seu tempo e enorme energia ao desenvolvimento do esporte brasileiro, assumindo cargos de chefia tanto na CBF quanto no COB. O esporte brasileiro perde um dos seus mais importantes colaboradores”, disse o atual presidente do COB, Paulo Wanderley.

Quando da prisão de Nuzman, há seis meses, Richer esteve envolvido em investigações e chegou a ter mandados de busca e apreensão pedidos contra si.

Nascido em Minas Gerais, Richer participou como atleta das olimpíadas de Melbourne-1956 e dos Jogos Pan-Americanos de Chicago-1959. Ele também presidiu o Flamengo (de 1969 a 1973) e foi diretor da CBF (de 1975 a 1986).

Fonte: Notícias ao Minuto / Foto: COB

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *