Libertadores – Grêmio e Boca Juniors vencem e ficam com um pé na final; Palmeiras precisa de 3×0 para reverter placar

A semifinal da Libertadores incendiou o meio de semana, e deixou alguns torcedores brasileiros sorrindo atoa, outros, com a pulga atrás da orelha. Grêmio e Palmeiras entraram em solo argentino e enfrentaram dois dos maiores clubes da América Latina pela penúltima fase da competição. A equipe de Renato Gaúcho, quer busca sua segunda final consecutiva após ser campeão do torneio em 2017, venceu o River Plate por 1×0 e abriu boa vantagem para o confronto de volta no Rio Grande do Sul. A mesma sorte, porém, não teve a equipe de Felipão. O Palmeiras perdeu para o Boca Juniors por 2×0 e se complicou na competição. Agora em São Paulo precisa vencer por 3×0 para chegar a finalíssima.

Grêmio

Geromel e Kannemann seguraram pressão do River (Foto: Wesley Santos / Agência PressDigital)

Sem suas principais peças do time, Luan e Everton, Renato Gaúcho mandou a campo no Monumental de Núñez uma escalação para “segurar” o River. E deu certo. A equipe brasileira venceu os argentinos por 1×0 e coloraram um pé na final da competição. Michel, surpresa na escalação, foi o responsável por fazer uma nação tricolor sorrir na noite de terça-feira (23). Além do gol marcado fora de casa, os gaúchos levam para a Arena a vantagem de qualquer empate para fazer mais uma final seguida em sua história na competição. A partida de volta acontece na próxima terça-feira, às 21h45. Se for derrotado por 1 a 0, a decisão vai para os pênaltis.

Palmeiras

Benedetto entrou, marcou duas vezes nos minutos finais, e mudou completamente o panorama da semifinal (Reprodução Globo Esporte)

Com a vida diferente do tricolor gaúcho, o Palmeiras sofreu um apagão no La Bombonera e saiu derrotado por 2×0 pelo Boa Juniors, em um péssimo resultado para a equipe de Felipão. Darío Benedetto mostrou que tem estrela, entrou aos 31 do segundo tempo e marcou dois, sendo um deles, golaço. A postura alviverde na maior parte do tempo foi de controle, criando pouco, é verdade, mas sem deixar o Boca se impor dentro de casa. A entrada do atacante, porém, acabou com o jogo na Bombonera. O jogo de volta da semifinal é na próxima quarta-feira, dia 31, às 21h45. O Palmeiras terá de vencer por três gols de diferença para se classificar (um 2 a 0 a favor leva a decisão para os pênaltis). Empate ou vitória alviverde por um gol classificam o Boca Juniors.

Nomes da semi

(Wesley Santos / Agência PressDigital)
(Reprodução Globo Esporte)

Dois protagonistas destacaram-se nas partidas da semifinal, pelos vencedores. Pelo lado tricolor, o brasileiro Michel voltou aos gramados depois de longos meses se recuperando de duas lesões seguidas e mostrou que todo esse tempo não o desanimou. O jogador foi a surpresa de Renato e repetiu as atuações que o destacaram em 2017. Fez o mais que importante gol de cabeça, após cruzamento de Alisson, aos 16 do segundo tempo. Pelo lado argentino, Benedetto não enfrentou o Palmeiras na fase de grupos por conta de uma lesão que o tirou de combate no final de 2017. Desta vez, porém, saiu do banco aos 31, e marcou aos 38, de cabeça, e aos 42, num forte chute de fora da área. O jogador não marcava há quase um ano, mas desencantou na hora certa.

 

Redação CSul – Iago Almeida / Foto: Reprodução Globo Esporte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *